Tite diz que Neymar sofrerá pressão menor na Copa de 2022

Tite disse que espera usar Neymar em um papel mais central que lhe permita deixar os jovens jogadores do Brasil na frente e adotar um "sistema híbrido"

www.brasil247.com - Tite
Tite (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)


(Reuters) - O técnico Tite está animado com a ascensão de jovens jogadores que chegaram ao estrelato no futebol europeu na última temporada e estarão disponíveis para a seleção brasileira em novembro, quando o Brasil tentará conquistar a sexta Copa do Mundo no Catar.

A nova geração de talentos inclui os destaques da Liga dos Campeões Vinícius Jr. e Rodrygo do Real Madrid, Raphinha, agora no Barcelona, o novo atacante do Tottenham Hotspur Richarlison, o meia do Newcastle United Bruno Guimarães, o ponta do Ajax Amsterdam Antony, e o implacável atacante do Atlético de Madrid Matheus Cunha, entre outros.

Todos esses jogadores têm 25 anos ou menos e já fazem parte da elite do futebol mundial, o que Tite acredita que aliviará a pressão sobre Neymar, de 30 anos, atacante do Paris Saint-Germain, que carregou o peso de ser o astro brasileiro de sua geração por toda a carreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Ele nunca falou nada disso pra mim, mas é meu sentimento que sim,” disse Tite em entrevista à Reuters, revelando que seu principal jogador está animado com seus novos companheiros de equipe.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Neymar parou um dia, nós conversando em grupo, e falou: ‘Tem uma molecada surgindo que é sacanagem’. Aí ele brincou comigo: ‘você vai ter uma dor de cabeça’.”

“Quando tu começa a ter outros atletas com grande potencial técnico, tu divide as asas, as preocupações do adversário em fechar um setor e neutralizar um setor.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tite disse que espera usar Neymar em um papel mais central que lhe permita deixar os jovens jogadores do Brasil na frente e adotar um "sistema híbrido".

Com um esquadrão de até 26 jogadores e cinco substituições permitidas na Copa do Mundo do Catar trabalhando a seu favor, Tite quer garantir que seu time tenha pernas frescas e seja mais imprevisível.

"Hoje o Neymar é um jogador que desenvolveu a característica de armador e construtor e finalizador um pouco mais atrás, arco e flecha, criador e finalizador", explicou Tite.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Quando se fala em cinco substituições, se muda muito o ritmo de jogo". "Isso requer do atleta. Na medida em que tem cinco substituições, ele te dá a possibilidade de manter um ritmo alto. Então eu fico falando, eu digo nós temos cinco substituições", argumentou.

"Nós estamos fazendo uma decupagem das ações e todas essas ações que o Neymar está. Normalmente tem um jogador próximo na marcação e curto na cobertura e nós falamos toda hora... vai abrir espaço para outros em outro setor... então ter outros jogadores que também são decisivos e importantes para o Neymar é bom para a seleção.”

MELHOR TREINADOR

Depois que sua equipe foi eliminada da Copa do Mundo de 2018 pela Bélgica em uma dolorosa derrota por 2 a 1 nas quartas de final, Tite será o primeiro técnico a treinar o Brasil em dois torneios consecutivos desde Telê Santana, em 1982 e 1986.

O técnico de 61 anos está confiante de que é um treinador melhor agora do que na Rússia, há quatro anos, e a experiência de ter vivido uma Copa do Mundo vai livrar ele e sua equipe de muitas distrações.

“Desempenho, ele é fundamental. Ele (desempenho), a gente tem. Ele é fundamental. O nosso incentivo ter desempenho no geral, no aspecto mental, porque a exigência mental de uma Copa do Mundo ela é absurda, ela é extraordinária”, disse Tite.

Ele disse que a pressão será a mesma observada na Rússia, mas vê a nova geração de jogadores lidando muito bem com a responsabilidade de vestir as cores do Brasil.

“Ela (a experiência) é essencialmente prática. A gente também está carregando um pouquinho desse legado”, Tite acrescentou.

“Hoje uma série de atletas que estão ou que estavam na sub23, que estavam na Olimpíada, que estavam na sub20, também trazem e vêm com uma naturalidade maior para encarar o peso da responsabilidade de jogar na seleção brasileira.”

“A visibilidade é muito grande. Se não tiver uma cabeça boa, se não tiver uma naturalidade no time, não tem o desempenho. Alguns demoram um pouquinho mais, mas esse fator seleção da base integração favorece mais. Pressionado, igual, mas melhor preparado.“

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email