Aécio a Eduardo: "Bem-vindo à oposição"

Presidenciável do PSDB aproveita mote do programa do PSB na televisão para chamar governador de Pernambuco para o campo em que tucano sempre esteve; "Dou as boas-vindas ao companheiro Eduardo Campos no campo oposicionista. É uma demonstração clara da fragilidade que vem passando o governo", disse Aécio Neves; na tevê, Campos fez críticas ao governo Dilma, garantiu que pode fazer mais que ela, mas não tocou no ponto de que seu partido, o PSB, controla dois ministérios na atual administração; no duelo pessoal pela liderança da oposição, Aécio sacou mais rápido

Aécio a Eduardo: "Bem-vindo à oposição"
Aécio a Eduardo: "Bem-vindo à oposição"

Minas 247 - A propaganda partidária do PSB veiculada na noite desta quinta-feira levou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) a "receber" o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), no campo da oposição. "Eu dou as boas-vindas ao companheiro Eduardo Campos no campo oposicionista. É uma demonstração clara da fragilidade que vem passando o governo. Setores que eram governo e vêm para a oposição são muito bem-vindos", disse Aécio.

No programa do PSB, Campos fez críticas ao governo Dilma Rousseff, dizendo que é possível fazer mais e melhor. Nesta sexta-feira, Aécio disse que não vê Campos como um concorrente, o mesmo que ele já havia dito sobre a ex-ministra Marina Silva, que tenta viabilizar um novo partido (Rede Sustentabilidade) para se candidatar ao Planalto. Os dois, contudo, podem enfrentá-lo pelo Palácio do Planalto em 2014.

Para Aécio, a eventual candidatura de Marina dará "pluralidade" e vai "enriquecer" o debate. "É muito bom para a democracia, independentemente de quem ganha e quem perde, [até] porque essas avaliações hoje são extemporâneas e subjetivas", disse, acrescentando que vai estimular que outras candidaturas surjam. "O governo e a presidente Dilma é que me parecem extremamente preocupados, talvez perplexos com o que vem acontecendo no Brasil", alfinetou.

Nesta sextta-feira, Aécio participou de um encontro de prefeitos e vereadores do DEM de Minas Gerais e, durante seu discurso, disse que não sabe qual será o seu papel em 2014, mas que, está "pronto" para qualquer que for. "Quero o embate", disse, acrescentando: "Não será uma tarefa fácil, mas longe de temê-la".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247