Aécio desdenha da popularidade da presidente

Para o senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência em 2014, a aprovação de 79% da presidente Dilma Rousseff decorre de um "sentimento momentâneo", do "vigor da propaganda do governo" e até da herança do governo de Fernando Henrique; "Temos que nos preocupar em construir nosso discurso, nossa agenda para o país", disse o tucano, para quem "não há ainda um debate eleitoral"; enquanto isso, a popularidade de Dilma vai subindo

www.brasil247.com - Aécio desdenha da popularidade da presidente
Aécio desdenha da popularidade da presidente


Minas247 - A popularidade da presidente Dilma Rousseff segue crescendo, como mostrou pesquisa CNI/Ibope publicada nesta terça-feira (leia mais), mas não parece meter medo no senador Aécio Neves, aspirante tucano à disputa pela Presidência em 2014. Questionado sobre as taxas de aprovação atribuídas ao governo (63%) e a Dilma (79%), Aécio disse que os números são fruto de um "sentimento momentâneo".

Para ele, a propaganda do governo também está contribuindo para a boa imagem da presidente. "Isso tem muito a ver com o sentimento momentâneo, talvez com algumas medidas de grande alcance popular tomadas pela presidente, e com o vigor da comunicação, da propaganda do governo", disse o senador, esforçando-se, mais uma vez, para dar a impressão de que não está envolvido na corrida eleitoral. "Tudo a seu tempo. Não há ainda um debate eleitoral. Temos que nos preocupar em construir nosso discurso, nossa agenda para o país", comentou.

O senador, contudo, foi além ao analisar a popularidade de Dilma, indo buscar mais uma explicação para ela no governo Fernando Henrique Cardoso. "Se hoje há essa avaliação, em boa parte é resultado de uma sensação de bem estar que ainda existe no Brasil, construída, em grande parte, por nós, a partir do controle da inflação, que por sinal começa a ameaçar e comprometer a renda das famílias", comentou o senador.

 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email