Alckmin cria holding da Sabesp para fazer caixa em ano eleitoral

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou nesta sexta-feira, o decreto que cria uma holding controladora da Sabesp, etapa que prepara a companhia para ser capitalizada e receber investimentos privados numa oferta de ações; “A Sabesp é uma empresa vencedora no mercado internacional e com certeza vai receber investidores interessados”, disse Alckmin; a oposição o acusa de tentar fazer caixa para se viabilizar como presidenciável

Geraldo Alckmin
Geraldo Alckmin (Foto: Leonardo Attuch)

SÃO PAULO (Reuters) - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou nesta sexta-feira, o decreto que cria uma holding controladora da Sabesp, etapa que prepara a companhia para ser capitalizada e receber investimentos privados numa oferta de ações.

“A Sabesp é uma empresa vencedora no mercado internacional e com certeza vai receber investidores interessados”, disse Alckmin na cerimônia de assinatura do projeto.

O projeto anunciado em maio prevê a incorporação da Sabesp por uma holding. O controle continuará sendo do governo paulista, hoje com 50,26 por cento das ações da empresa, mas poderá receber investidores privados.

“O objetivo é obter recursos para ampliar investimentos em saneamento, acelerando o processo de universalização dos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto”, disse o governador.

A holding vai reunir também ativos ligados a água de reúso, drenagem e resíduos sólidos.

O presidente-executivo da Sabesp, Jerson Kelman, disse à Reuters que a capitalização da Sabesp deve acontecer entre o final deste ano e o início de 2018.

Na bolsa paulista, a ação da Sabesp fechou em alta de 1,6 por cento. O Ibovespa subiu 1,47 por cento.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247