Alckmin critica viagens de Doria

Em meio a uma disputa interna com João Doria pela candidatura tucana ao Planalto em 2018, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, alfinetou as viagens e a postura raivosa do prefeito paulista; em entrevista a rádios do Nordeste, Alckmin, embora não tenha citado nominalmente o afilhado político, disse ser contra a postura de viagens; questionado pelo âncora da CBN de Pernambuco se não deveria ir mais ao Nordeste como tem feito Doria, Alckmin negou "Não sou favorável a antecipar muito a questão sucessória, porque encurta o governo e hoje a situação é muito grave. Precisamos é ajudar o Brasil a recuperar emprego e renda", disse

Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), e governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB)
Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), e governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Em entrevista a rádios no Nordeste, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que está "animado" para ser candidato à Presidência, mas que não quer "antecipar" a campanha.

Questionado pelo âncora da CBN de Pernambuco se não deveria ir mais ao Nordeste como tem feito o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Alckmin negou.

"Não sou favorável a antecipar muito a questão sucessória, porque encurta o governo e hoje a situação é muito grave. Precisamos é ajudar o Brasil a recuperar emprego e renda", disse.

Dando o tom que uma eventual campanha sua deverá ter, o governador paulista afirmou que "o Brasil precisa realmente parar com essa divisão de eles contra nós, ou nós contra eles, e procurar um mínimo de união nacional".

Indagado sobre Doria diversas vezes, Alckmin não citou o nome do prefeito, cuja entrada na política ele apadrinhou. Doria tem viajado o país. Suas movimentações de visibilidade nacional incomodam aliados de Alckmin.

As informações são de reportagem de Thais Bilenky na Folha de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247