Alckmin responde a Doria com frase que usou ao romper com Kassab

Em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta quinta-feira, 5, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), sacou a mesma frase que usou quando rompeu com Gilberto Kassab (PSD) para responder a uma pergunta sobre o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB); Alckmin foi questionado se não se incomodava pessoalmente com declarações de Doria. "Uma vez meu pai me falou: 'Lembre-se de santo Antônio do Pádua. Quando não puder falar bem, não diga nada'", respondeu o governador, que em seguida, sorriu e tomou um gole de água

O Governador Geraldo Alckmin junto ao Prefeito João DóriaDiogo Moreira
O Governador Geraldo Alckmin junto ao Prefeito João DóriaDiogo Moreira (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - Em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta quinta-feira, 5, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), sacou a mesma frase que usou quando rompeu com Gilberto Kassab (PSD) para responder a uma pergunta sobre o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

Alckmin foi questionado se não se incomodava pessoalmente com declarações de Doria. "Uma vez meu pai me falou: 'Lembre-se de santo Antônio do Pádua. Quando não puder falar bem, não diga nada'", respondeu o governador, que em seguida, sorriu e tomou um gole de água.

Em 2011, quando questionado sobre a criação do PSD por Kassab, então prefeito da capital, Alckmin disse: "Sobre o PSD, o meu pai sempre me recomendava: 'Filho, lembre-se de santo Antônio de Pádua. Quando não puder falar bem, não diga nada'". À época, a relação de ambos, que já não era boa, azedou de vez, uma vez que o PSD era um projeto solo de Kassab, com o qual ele se afastava de Alckmin.

As informações são da Folha de S. Paulo

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247