Alckmin tenta tirar sua invisibilidade nas redes

Informação publicada na coluna de Lauro Jardim aponta que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, está contratando uma turma para aumentar a visibilidade do tucano nas mídias sociais; "A equipe será paga pelo partido", diz o texto; Alckmin foi citado na Operação Lava Jato. De acordo com o ex-executivo Carlos Armando Paschoal, foram feitos pagamentos a campanhas do tucano por meio de caixa dois, sendo que R$ 2 milhões foram entregues a um cunhado dele em 2010

Informação publicada na coluna de Lauro Jardim aponta que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, está contratando uma turma para aumentar a visibilidade do tucano nas mídias sociais; "A equipe será paga pelo partido", diz o texto; Alckmin foi citado na Operação Lava Jato. De acordo com o ex-executivo Carlos Armando Paschoal, foram feitos pagamentos a campanhas do tucano por meio de caixa dois, sendo que R$ 2 milhões foram entregues a um cunhado dele em 2010
Informação publicada na coluna de Lauro Jardim aponta que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, está contratando uma turma para aumentar a visibilidade do tucano nas mídias sociais; "A equipe será paga pelo partido", diz o texto; Alckmin foi citado na Operação Lava Jato. De acordo com o ex-executivo Carlos Armando Paschoal, foram feitos pagamentos a campanhas do tucano por meio de caixa dois, sendo que R$ 2 milhões foram entregues a um cunhado dele em 2010 (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - Informação publicada na coluna de Lauro Jardim aponta que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, está contratando uma turma para aumentar a visibilidade do tucano nas mídias sociais. "A equipe será paga pelo partido", diz o texto.

Com o desgaste do senador Aécio Neves (PSDB-MG) por conta das delações da JBS, Alckmin disputa protagonismo na sigla tucana junto com o prefeito de São Paulo, João Doria, cotada para disputar a presidência da República em 2018.

Mas vale ressaltar que Alckmin foi citado na Operação Lava Jato. De acordo com o ex-executivo Carlos Armando Paschoal, foram feitos pagamentos a campanhas do tucano por meio de caixa dois, sendo que R$ 2 milhões foram entregues a um cunhado dele em 2010. Paschoal também apontou que o governador chegou a participar pessoalmente de um acerto.

Pesquisa

 Pesquisa CNT/MDA estimulada, divulgada nesta terça-feira (19), apontou que, em um dos cenário, Alckmin em quarto lugar, com 8,7% dos voto, atrás do ex-presidente Lula (32,0%), do deputado Jair Bolsonaro, com 19,4% e da ex-senadora Marina Silva (Rede), com 11,4%. O tucano na frente do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 4,6%. Branco/Nulo 19,0%, Indecisos 4,9%.

O levantamento foi realizado entre os dias 13 e 16 de setembro de 2017 e ouviu 2.002 entrevistados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247