Aldo já perdoou a Fifa, mas não sua assessoria FSB

Ministro dos Esportes sinaliza que perdoar Jrme Valcke, que pregava um chute no traseiro do Pas; ele, no entanto, tambm se incomodou com sua assessoria de comunicao, que trabalhava para o governo e para a Fifa ao mesmo tempo

Aldo já perdoou a Fifa, mas não sua assessoria FSB
Aldo já perdoou a Fifa, mas não sua assessoria FSB (Foto: RENATO ARAÚJO/AGÊNCIA BRASIL_DANIEL RAMALHO/AGÊNCIA ESTADO)

247 – O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, já mostrou que não leva desaforo para casa. Depois de ouvir que o responsável da Fifa pela Copa de 2014, Jérôme Valcke, defendia um “chute no traseiro” do País, em razão dos atrasos nas obras, ele sinalizou que não o aceitaria mais como interlocutor. Valcke voltou atrás, pediu perdão e atribuiu o mal-entendido a “erros de tradução” do seu francês para o português – na verdade, a tradução correta, seria ainda pior: “chute na bunda”.

De todo modo, já ficou claro para a Fifa que o Brasil é um país que merece respeito. Ontem, por exemplo, foi aprovada a Lei Geral da Copa, que permite a venda de bebida alcóolica dentro dos estádios – uma exigência da Fifa, que acabou sendo aceita pelo governo federal. Além disso, Joseph Blatter, presidente da entidade máxima também pediu desculpas ao governo brasileiro.

Apresentadas as escusas, Aldo Rebelo já disse a interlocutores que pretende aceitar o pedido de desculpas apresentado pela Fifa. Espera apenas o sinal verde da presidente Dilma Rousseff para oficializar sua posição.

Saia justa

Se os problemas com a Fifa estão resolvidos, o mesmo não se pode dizer da assessoria de comunicação FSB, uma das maiores do País, que trabalha para o Ministério dos Esportes. Aldo ficou possesso ao descobrir que a empresa também tinha um contrato com a Fifa. Ou seja, haveria, segundo assessores do ministro, um claro conflito de interesses.

O assunto foi abordado na coluna “De Prima”, do jornal Lance, nos seguintes termos:

De perto

A Fifa contratou a FSB, de comunicação, para acompanhar de perto a tramitação da Lei Geral da Copa. Até o fim da tarde de ontem, a empresa lidou com uma saia justa, já que assessora o Ministério do Esporte, que estava em pé de guerra justamente com a Fifa.

Neste caso, não se sabe se Aldo concederá o perdão.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247