Alego aprova data-base dos servidores do MP

Matéria revisa remuneração dos servidores em 6%, retroativo a 1º de outubro passado, e prevê que o vencimento do cargo extinto de subpromotor de Justiça seja contemplado com o reajuste; proposta é relatada pelo deputado Simeyzon Silveira (PSC), que deu parecer favorável à sua aprovação, por já conhecer o teor do acordo feito entre os servidores do Ministério Público e o Governo; segunda e definitiva votação deve acontecer nesta quarta-feira

Matéria revisa remuneração dos servidores em 6%, retroativo a 1º de outubro passado, e prevê que o vencimento do cargo extinto de subpromotor de Justiça seja contemplado com o reajuste; proposta é relatada pelo deputado Simeyzon Silveira (PSC), que deu parecer favorável à sua aprovação, por já conhecer o teor do acordo feito entre os servidores do Ministério Público e o Governo; segunda e definitiva votação deve acontecer nesta quarta-feira
Matéria revisa remuneração dos servidores em 6%, retroativo a 1º de outubro passado, e prevê que o vencimento do cargo extinto de subpromotor de Justiça seja contemplado com o reajuste; proposta é relatada pelo deputado Simeyzon Silveira (PSC), que deu parecer favorável à sua aprovação, por já conhecer o teor do acordo feito entre os servidores do Ministério Público e o Governo; segunda e definitiva votação deve acontecer nesta quarta-feira (Foto: Realle Palazzo-Martini)

Goiás 247 - O projeto de lei nº 3896/15, de iniciativa da Procuradoria Geral de Justiça de Goiás, que trata da data-base dos servidores do Ministério Público, foi aprovado na desta terça-feira, 24, pelos deputados, em primeira votação. A segunda e definitiva votação deve acontecer nesta quarta-feira.

A matéria, que revisa a remuneração dos servidores em 6%, retroativo a 1º de outubro passado, também prevê que o vencimento do cargo extinto de subpromotor de Justiça será contemplado com o reajuste proposto no artigo 1º. "Isto se faz necessário", conforme o Procurador Geral, "em razão de ainda existir pensionistas vinculados ao referido padrão remuneratório".

A proposta do MP foi relatada pelo deputado Simeyzon Silveira (PSC), que deu parecer favorável à sua aprovação, uma vez que participou das negociações e já conhecia o teor do acordo feito entre os servidores do Ministério Público e o Governo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247