Alonso poderá voltar para a Renault em 2017

De acordo com declarações de Giancarlo Minardi, ex-chefe da Renault na Fórmula 1, o ano de 2016 irá marcar a volta da escuderia com time próprio para a competição. Ele ainda garantiu que há possibilidades de que Fernando Alonso volte a integrar o time na temporada de 2017

Piloto da McLaren Fernando Alonso na saída de hospital . 25/02/2015 REUTERS/Albert Gea
Piloto da McLaren Fernando Alonso na saída de hospital . 25/02/2015 REUTERS/Albert Gea (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - De acordo com declarações de Giancarlo Minardi, ex-chefe da Renault na Fórmula 1, o ano de 2016 irá marcar a volta da escuderia com time próprio para a competição. Ele ainda garantiu que há possibilidades de que Fernando Alonso volte a integrar o time na temporada de 2017.

Atualmente na McLaren, o piloto conquistou dois títulos mundiais pela Renault - um em 2005 e outro no ano seguinte.

Para este ano, a Renault tem contrato garantido com Pastor Maldonado e Jolyon Palmer, mas trabalha para romper o contrato de três anos de Alonso com a Mclaren. Ainda segundo declarações de Minardi, Alain Prost deverá ser o diretor da Renault no retorno à Fórmula 1.

"Os franceses têm todos os incentivos para serem fortes em cada departamento. Agora, estão buscando os melhores recursos humanos, melhores técnicos e pilotos. O presidente da Renault [Carlos Ghosn] está trabalhando para romper o contrato do Fernando Alonso com a Honda", afirmou.

Em suas últimas declarações, porém, Fernando Alonso tem demonstrado desejo de permanecer na McLaren até sua aposentadoria.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247