Amazon quer que vendedores ofereçam mais produtos em outros países

Isso equivale entre 50 bilhões e 75 bilhões de dólares para empresas vendendo para clientes em outros países, com base em estimativas de analistas sobre a venda bruta total dos vendedores. A Amazon não divulga os dados.

Amazon quer que vendedores ofereçam mais produtos em outros países
Amazon quer que vendedores ofereçam mais produtos em outros países
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - A Amazon.com está fazendo um esforço para que os vendedores de seu website vendam mercadorias em outros países, preparando o terreno para competição mais acirrada com concorrentes de marketplaces administrados por eBay e potencialmente o Alibaba Group.

Mais de um quarto de toda receita para vendedores no Amazon globalmente derivaram transações em outros países em 2017, crescimento superior a 50 por cento ante o ano anterior, disse o vice-presidente da Amazon, Eric Broussard, em uma entrevista antes de sua apresentação na conferência ShopTalk, em Las Vegas.

Isso equivale entre 50 bilhões e 75 bilhões de dólares para empresas vendendo para clientes em outros países, com base em estimativas de analistas sobre a venda bruta total dos vendedores. A Amazon não divulga os dados.

O aumento das vendas entre fronteiras, que ultrapassou o crescimento de 31 por cento nas receitas líquidas gerais da Amazon, representa uma grande oportunidade para a maior varejista online do mundo. É por isso que a Amazon encoraja seus vendedores a listar cada vez mais produtos em seus sites ao redor do mundo, o que pode tornar seus marketplaces mais atrativos para compradores do que os da concorrência.

“A velocidade com que os vendedores têm vendido globalmente tem acelerado ao longo do tempo”, disse Broussard, que supervisiona os marketplaces internacionais da Amazon.

Para a Amazon, uma forma central de atrair vendedores é alugar espaço em mais de 150 armazéns ao redor do mundo para que vendedores possam armazenar seus produtos perto dos clientes, sem o inconveniente de exportar cada encomenda. A Amazon opera 13 marketplaces globalmente.

“Um cliente compra na Alemanha, paga em euros e recebe muito rapidamente” um produto de um vendedor nos EUA, por exemplo, disse Broussard.

Por Jeffrey Dastin

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247