Amorim e JB usam menos de 20% do horário eleitoral para apresentar propostas

O governador Jackson Barreto usou 5 minutos e 26 segundos dos seus programas para a apresentação de propostas para um novo governo, caso ele seja reeleito; este número representa 12% do tempo total que JB teve no horário eleitoral; o senador Eduardo Amorim utilizou 5 minutos e 7 segundos, que equivale a 16% de todo o tempo a que Amorim teve no horário eleitoral noturno; Amorim focou em Saúde, Educação e Segurança; JB tratou dos mesmos temas, mas também falou de mobilidade urbana

O governador Jackson Barreto usou 5 minutos e 26 segundos dos seus programas para a apresentação de propostas para um novo governo, caso ele seja reeleito; este número representa 12% do tempo total que JB teve no horário eleitoral; o senador Eduardo Amorim utilizou 5 minutos e 7 segundos, que equivale a 16% de todo o tempo a que Amorim teve no horário eleitoral noturno; Amorim focou em Saúde, Educação e Segurança; JB tratou dos mesmos temas, mas também falou de mobilidade urbana
O governador Jackson Barreto usou 5 minutos e 26 segundos dos seus programas para a apresentação de propostas para um novo governo, caso ele seja reeleito; este número representa 12% do tempo total que JB teve no horário eleitoral; o senador Eduardo Amorim utilizou 5 minutos e 7 segundos, que equivale a 16% de todo o tempo a que Amorim teve no horário eleitoral noturno; Amorim focou em Saúde, Educação e Segurança; JB tratou dos mesmos temas, mas também falou de mobilidade urbana (Foto: Valter Lima)

Valter Lima, do Sergipe 247 - Os dois principais candidatos a governador do Estado – Eduardo Amorim (PSC) e Jackson Barreto (PMDB) utilizaram menos de 20% do tempo dos seus programas eleitorais na TV para apresentar propostas ao eleitor. É o que revela um levantamento realizado pela reportagem, que contabilizou a fatia de tempo dispensada, nos primeiros programas eleitorais, para a apresentação do programa de governo de cada um dos candidatos.

O governador Jackson Barreto teve entre o segundo e o sexto programa 44 minutos e 30 segundos do horário eleitoral (considerados apenas os programas noturnos). Deste tempo, ele usou 5 minutos e 26 segundos para a apresentação de propostas para um novo governo, caso ele seja reeleito. Este número representa 12% do tempo total que JB teve no horário eleitoral.

O senador Eduardo Amorim teve entre o segundo e o sexto programa de TV 35 minutos e 15 segundos (considerando também apenas os programas do horário da noite). Deste tempo, ele utilizou 5 minutos e 7 segundos. Este dado equivale a 16% de todo o tempo a que Amorim teve no horário eleitoral noturno.

Sendo assim, embora Jackson tenha usado, numericamente, mais tempo do que seu adversário para as propostas (5 minutos e 26 segundos contra 5 minutos e 7 segundos), Amorim, percentualmente, utilizou mais do tempo para propor inovações para o seu governo, caso eleito (16% do candidato do PSC contra 12% do candidato do PMDB). O levantamento não analisou o primeiro programa, por avaliar que ele é voltado para a apresentação da trajetória pessoal e política do candidato.

No restante do tempo – mais de 80% do programa eleitoral –, os candidatos exibem imagens das campanhas nas ruas, depoimentos de pessoas e clipes musicais. No caso de Jackson, uma parcela considerável dos programas tem servido para fazer um balanço das ações dos últimos oito anos de governo. Já Amorim, ocupa boa parte dos seus programas mostrando problemas do Estado.

PROPOSTAS

Nos cinco programas analisados, Eduardo Amorim só apresentou propostas para as três principais áreas de governo – Saúde, Educação e Segurança. Jackson também falou sobre estes temas, mas também fez promessas para a área de mobilidade urbana e rodovias.

Enquanto Amorim, tem feito programas mesclados, com apresentação de propostas para as três áreas de uma só vez, Jackson tem desenvolvido programas temáticos. Por exemplo, o segundo programa dele foi só sobre Saúde. O terceiro focou em Segurança. O sexto tratou sobre rodovias e mobilidade.

Em seus programas, Amorim tem prometido fazer um mutirão para melhorar o atendimento do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse) em 100 dias. Também promete construir um Hospital das Clínicas, um Centro de Imagem e Exames e um Centro de Marcação de Cirurgias. Para a Saúde, Jackson tem proposto a construção de um centro de regulação, de cinco centrais de diagnóstico e a construção do Centro da Pessoa com Deficiência. Ambos prometem priorizar o Hospital do Câncer.

Na Segurança, o candidato do PSC diz que colocará mais policiais nas ruas, patrulhas nos bairros e combaterá o tráfico de drogas. Jackson promete construir novos centros integrados de Segurança Pública, a modernização da Polícia Técnica, a criação de 32 módulos comunitários de segurança e delegacias itinerantes, além da ampliação de serviços para o interior.

Para a Educação, Amorim fala em apoiar a instalação de mais uma universidade no Estado, a Univasf, e promete criar um programa de bolsas universitárias semelhante ao Prouni, do governo federal. Ele também defende a escola em tempo integral. JB promete construir 10 novas escolas técnicas e levar a Universidade Federal de Sergipe para mais três municípios do interior. Ele também propõe a escola em tempo integral e a alfabetização de 140 mil sergipanos.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247