Anatel negocia com equipe econômica obrigações em leilões de faixas de frequência

“Estamos negociando para que no valor da outorga haja a obrigação de cobertura, como obrigação da operadora ganhadora”, disse Juarez Quadros a jornalistas, após participar do Painel Telebrasil, em Brasília.

Anatel negocia com equipe econômica obrigações em leilões de faixas de frequência
Anatel negocia com equipe econômica obrigações em leilões de faixas de frequência

(Reuters) - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vem defendendo, junto ao Ministério da Fazenda, que os próximos leilões de faixas de frequência de serviços de telecomunicações não tenham apenas um viés arrecadatório na cobrança de outorgas, mas contenham também exigência de investimentos em cobertura por parte dos vencedores, disse nesta quarta-feira o presidente da Anatel, Juarez Quadros.

“Estamos negociando para que no valor da outorga haja a obrigação de cobertura, como obrigação da operadora ganhadora”, disse Quadros a jornalistas, após participar do Painel Telebrasil, em Brasília.

Quadros disse que ainda não há uma decisão a respeito, mas afirmou que a agência propõe que a divisão entre outorga a ser recolhida para o Tesouro e obrigações de investimentos constem dos próximos leilões, como o da faixa nacional de 700 MHz, para serviço de telefonia celular de quarta geração (4G), que ficou sem interessados em leilão realizado em 2014.

Segundo o presidente da Anatel, o edital desse leilão está em elaboração e é possível que ocorra no ano que vem.

Por Leonardo Goy

O Brasil 247 quer a sua ajuda para tomar decisões importantes. Participe da pesquisa

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247