Andrade terá que depor sobre propina na Cidade Administrativa

O executivo Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, foi convocado pelo juiz Sergio Moro a depor sobre supostas irregularidades na construção da Cidade Administrativa; em delação premiada, Léo Pinheiro, da OAS, disse que 3% dos valores contratuais eram pagos em propina, a mando do senador e ex-governador Aécio Neves

O executivo Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, foi convocado pelo juiz Sergio Moro a depor sobre supostas irregularidades na construção da Cidade Administrativa; em delação premiada, Léo Pinheiro, da OAS, disse que 3% dos valores contratuais eram pagos em propina, a mando do senador e ex-governador Aécio Neves
O executivo Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, foi convocado pelo juiz Sergio Moro a depor sobre supostas irregularidades na construção da Cidade Administrativa; em delação premiada, Léo Pinheiro, da OAS, disse que 3% dos valores contratuais eram pagos em propina, a mando do senador e ex-governador Aécio Neves (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O executivo Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, foi convocado pelo juiz Sergio Moro a depor sobre supostas irregularidades na construção da Cidade Administrativa. Isso porque, em delação premiada, Léo Pinheiro, da OAS, disse que 3% dos valores contratuais eram pagos em propina, a mando do senador e ex-governador Aécio Neves.

Leia, abaixo, notas publicadas na coluna de Natuza Nery:

Sessão nostalgia Executivos da Andrade Gutierrez terão de visitar Curitiba em breve. Foram convocados a depor sobre a construção da Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, durante o governo Aécio Neves. Em negociações para fechar delação premiada, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, relatou suposto pagamento de propina durante a construção da obra. A Andrade participou do consórcio que tocou o empreendimento, mas não abordou o assunto em delação homologada em fevereiro.

Estreia Será a primeira vez que Otávio Marques de Azevedo, o ex-presidente da Andrade Gutierrez, deporá a Sergio Moro. Além dele, falarão ao juiz outros quatro executivos da empreiteira. Os depoimentos estão marcados para os dias 25 e 27 de julho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247