Anselmo: Goiânia precisa de uma gestão agressiva

Bola da vez após ser eleito presidente da Câmara Municipal, o vereador Anselmo Pereira (PSDB) avisa que vai fazer oposição ferrenha ao prefeito Paulo Garcia (PT), mas não deixa de criticar o petista; "Goiânia está precisando imediatamente de uma gestão agressiva nos pontos principais que afligem a população. Mobilidade, tráfego... uma cidade de 81 anos está ficando tão velha quanto qualquer outra. Precisamos recuperar, requalificar o centro de Goiânia. São pontos que precisam rapidamente atender a demanda. A saúde básica está ruim.Como não conseguem ter médicos em CAIS de alta rotatividade como o Novo Mundo?"

Bola da vez após ser eleito presidente da Câmara Municipal, o vereador Anselmo Pereira (PSDB) avisa que vai fazer oposição ferrenha ao prefeito Paulo Garcia (PT), mas não deixa de criticar o petista; "Goiânia está precisando imediatamente de uma gestão agressiva nos pontos principais que afligem a população. Mobilidade, tráfego... uma cidade de 81 anos está ficando tão velha quanto qualquer outra. Precisamos recuperar, requalificar o centro de Goiânia. São pontos que precisam rapidamente atender a demanda. A saúde básica está ruim.Como não conseguem ter médicos em CAIS de alta rotatividade como o Novo Mundo?"
Bola da vez após ser eleito presidente da Câmara Municipal, o vereador Anselmo Pereira (PSDB) avisa que vai fazer oposição ferrenha ao prefeito Paulo Garcia (PT), mas não deixa de criticar o petista; "Goiânia está precisando imediatamente de uma gestão agressiva nos pontos principais que afligem a população. Mobilidade, tráfego... uma cidade de 81 anos está ficando tão velha quanto qualquer outra. Precisamos recuperar, requalificar o centro de Goiânia. São pontos que precisam rapidamente atender a demanda. A saúde básica está ruim.Como não conseguem ter médicos em CAIS de alta rotatividade como o Novo Mundo?" (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247 - Veterano de Câmara Municipal e respeitado pelos colegas, o vereador Anselmo Pereira (PSDB) é a bola da vez no Legislativo. Eleito presidente da Casa pelo próximo biênio, o tucano vai comandar a Casa num período crucial para a oposição e o governo do Estado: os quase dois anos restantes para a eleição de 2016. 

O prefeito Paulo Garcia (PT) não conseguiu sair da crise administrativa e a derrota na Mesa Diretora mostrou que sua base na Câmara está esfacelada. Anselmo nega que vá fazer uma oposição ferrenha ao petista, mas avisa que a Câmara será independente. Em entrevista ao jornalista Murilo Santos, no jornal O Hoje, Anselmo critica a gestão de Paulo Garcia e aponta os erros.

"Não sou homem que critico, mas Goiânia está precisando imediatamente de uma gestão agressiva nos pontos principais que afligem a população. Mobilidade, tráfego, uma cidade de 81 anos está ficando tão velha quanto qualquer outra. Recuperar, requalificar o centro de Goiânia… São pontos que precisam rapidamente atender a demanda. A saúde básica… Como não conseguem ter médicos em CAIS de alta rotatividade como o Novo Mundo? O que falta? Falta uma gestão, um planejamento. Primeira coisa: montar para Goiânia o que tinha, tiraram e está na lei, um instituto de planejamento… ", diz o vereador.

A vitória de Anselmo na presidência foi um avanço e tanto para o governo estadual. O presidente da Agetop, Jayme Rincón, tido como pré-candidato a prefeito em 2016, foi o principal articulador do bloco oposicionista que derrotou Paulo.

Em seu primeiro discurso, Anselmo agradeceu Jayme e Marconi Perillo pelas obras na Capital. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247