Aparelhos indicam genocídio do PCC no País, diz polícia

A facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) pratica um "verdadeiro genocídio" no país, em sua guerra contra grupos rivais para o domínio do tráfico nacional de drogas; é o que afirma a Polícia Civil em documento oficial, após apreensão no mês passado de celulares e tablets de dois criminosos responsáveis pelo controle de mortes ordenados pela facção

Aparelhos indicam genocídio do PCC no País, diz polícia
Aparelhos indicam genocídio do PCC no País, diz polícia

SP 247 - A facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) pratica um "verdadeiro genocídio" no país, em sua guerra contra grupos rivais para o domínio do tráfico nacional de drogas. É o que afirma a Polícia Civil em documento oficial, após apreensão no mês passado de celulares e tablets de dois criminosos responsáveis pelo controle de mortes ordenados pela facção. 

De acordo com o documento, nesses aparelhos há milhares de imagens de pessoas assassinadas no País a mando da facção; "[São] milhares de registros, fotos e vídeos que demonstram, ainda que de forma fragmentária, o funcionamento desta célula criminosa para a prática de um verdadeiro genocídio no Brasil", diz trecho do documento da polícia.

Em seis meses de monitoramento, os policiais acompanhavam em investigações paralelas algo em torno de 400 homicídios sob a ordem da facção, uma média de dois por dia. Agora poderão cruzar essas suspeitas com as imagens.

Segundo relato da Folha, os policiais sabiam também que a chefia da quadrilha ordenava que todas as mortes fossem fotografadas ou filmadas e enviadas para os responsáveis pela contabilidade dos assassinatos.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247