Apoio do PSC a Valadares Filho cria novo grupo político em Sergipe

Uma aliança que não está restrita às eleições deste ano, mas que tem o objetivo de construir um novo grupo político em Sergipe; esta foi a tônica dos discursos desta quarta (27) no ato que oficializou o apoio do PSC e de outras seis siglas à pré-candidatura de Valadares Filho (PSB) a prefeito de Aracaju e confirmou o nome do deputado estadual Antônio dos Santos (PSC) como pré-candidato a vice-prefeito; “Este ato representa uma mudança no cenário político de Sergipe, é a formação de um novo grupo político no Estado. O que anima cada vez mais é que esta construção teve uma base na renovação política e administrativa que a nossa capital precisa”, afirmou Valadares Filho

Uma aliança que não está restrita às eleições deste ano, mas que tem o objetivo de construir um novo grupo político em Sergipe; esta foi a tônica dos discursos desta quarta (27) no ato que oficializou o apoio do PSC e de outras seis siglas à pré-candidatura de Valadares Filho (PSB) a prefeito de Aracaju e confirmou o nome do deputado estadual Antônio dos Santos (PSC) como pré-candidato a vice-prefeito; “Este ato representa uma mudança no cenário político de Sergipe, é a formação de um novo grupo político no Estado. O que anima cada vez mais é que esta construção teve uma base na renovação política e administrativa que a nossa capital precisa”, afirmou Valadares Filho
Uma aliança que não está restrita às eleições deste ano, mas que tem o objetivo de construir um novo grupo político em Sergipe; esta foi a tônica dos discursos desta quarta (27) no ato que oficializou o apoio do PSC e de outras seis siglas à pré-candidatura de Valadares Filho (PSB) a prefeito de Aracaju e confirmou o nome do deputado estadual Antônio dos Santos (PSC) como pré-candidato a vice-prefeito; “Este ato representa uma mudança no cenário político de Sergipe, é a formação de um novo grupo político no Estado. O que anima cada vez mais é que esta construção teve uma base na renovação política e administrativa que a nossa capital precisa”, afirmou Valadares Filho (Foto: Valter Lima)

Valter Lima, do Sergipe 247 - Uma aliança que não está restrita às eleições deste ano, mas que tem o objetivo de construir um novo grupo político em Sergipe. Esta foi a tônica dos discursos desta quarta-feira (27) no ato que oficializou o apoio do PSC e de outras seis siglas à pré-candidatura de Valadares Filho (PSB) a prefeito de Aracaju e confirmou o nome do deputado estadual Antônio dos Santos (PSC) como pré-candidato a vice-prefeito. Os presidentes nacionais das duas siglas, Pastor Everaldo (PSC) e Carlos Siqueira (PSB), compareceram ao evento.

“Este ato representa uma mudança no cenário político de Sergipe, é a formação de um novo grupo político no Estado. O que anima cada vez mais é que esta construção teve uma base na renovação política e administrativa que a nossa capital precisa. Sabemos da imensa responsabilidade que teremos a partir do dia 1º de janeiro de reorganizar a nossa capital. O nosso foco será no presente, mas também no futuro, nos grandes desafios que teremos. Enxergo isso como uma missão”, afirmou Valadares Filho.

O pré-candidato ressaltou que sua campanha será “da alegria, do sorriso, da proposta, da grande perspectiva do futuro de Aracaju”. “Não vamos guardar rancor, nem tristeza. Vai ser a campanha do aracajuano, da nova geração, da renovação, do debate das propostas. Não vamos transformar esta eleição numa discussão meramente política. O nosso foco é a cidade e a solução dos seus problemas. Portanto, estamos fazendo um programa de governo muito realista para o momento, olhando nos olhos dos aracajuanos, envolvendo as classes empresarial, trabalhadora e sindical”, disse.

Ao se referir ao seu companheiro de chapa, Valadares Filho disse que “está muito bem acompanhado” tendo ao seu lado o deputado Antônio dos Santos. “Iremos estar juntos na campanha, nas ruas de Aracaju, dialogando com o povo, mas também estaremos juntos governando o futuro da capital, será um governo a quatro mãos, ouvindo a sua experiência e sensibilidade”, pontuou.

“Não é pontual”

O presidente estadual do PSC, deputado federal André Moura, afirmou que a aliança com o PSB “não é pontual e não se limita à eleição de 2016”. “Estamos mesclando a experiência do Pastor Antonio com a juventude de Valadares Filho. Não é uma aliança pontual como foi em 2012 e 2014. Entendemos neste momento que tínhamos que abraçar um projeto que não fosse imediatista, mas de futuro. Neste diálogo com Valadares Filho e com o senador Valadares, o que mais nos atraiu foi a proposta de construção de um novo grupo político. É uma aliança que começa em 2016, mas que, com certeza, tem o objetivo de construir um projeto para Sergipe”, salientou.

O senador Eduardo Amorim (PSC) discursou na mesma linha. “Não é uma aliança momentânea. É para salvar o nosso Estado, começando pela nossa capital”, frisou. Ele ressaltou que desistiu de disputar a prefeitura de Aracaju em “nome de um projeto maior em prol do futuro de Sergipe”.

No ato, Amorim entregou um documento com as diretrizes centrais do Plano de Governo, que ele elaborou nos últimos meses, para a sua eventual candidatura. “O seu projeto será plenamente incorporado ao nosso”, avisou Valadares Filho. “A desistência de Amorim é um passo importante na formação do novo cenário político de Sergipe. Foi um gesto de grandeza”, agradeceu o pré-candidato.

O pré-candidato a vice-prefeito afirmou que aceitou compor a chapa encabeçada por Valadares Filho “após compreender que esta aliança é o lançamento da pedra fundamental de um novo ciclo em Sergipe”. “Já fui candidato a vice em 1996 em Aracaju e perdi. Em 2012, Valadares Filho foi candidato a prefeito e quase ganhou. Desta vez, a gente se uniu para vencer”, disse. Ele relatou ainda que a primeira opção do grupo para ser vice foi o Pastor Virgínio de Carvalho, presidente da Assembleia de Deus no Estado, mas o líder religioso não aceitou.

“Chega de falsidade”

Em seu discurso, o senador Valadares (PSB) rasgou elogios ao também senador Eduardo Amorim. “Amorim é um exemplo de cordialidade, homem educado, carinhoso. Ninguém nunca ouviu Amorim atingir a moral dos seus adversários. Quando ele fala sempre é com fundamentos, números e base. Tem nosso respeito”, disse.

Ao falar da aliança, ele ressaltou que é uma “união para ajudar o Brasil voltar a se desenvolver”. Ele defendeu ainda que a campanha seja “exemplo de respeito, limpa, sem xingamentos e ataques pessoais”.

O senador mandou um recado para aqueles que criticaram a aliança. “Para aqueles que não se conformam, que acham que podem fazer todas as alianças, mas se sentem no direito de rebater a nossa, chega de falsidade, de falso ideologismo, de falsos discursos. O povo quer é ação, trabalho, seriedade no cumprimento das promessas. Esta é uma junção para valer, para mudar Aracaju de uma vez por todas”, ressalvou.

Aliança

O ato oficializou o apoio do PSC, PP, PTC, PRTB, PMB, PR e PTB à pré-candidatura de Valadares Filho. Com a chegada destes partidos, ele passa a contar com 12 siglas em sua coligação. Além do seu partido, o PSB, ele já havia recebido o apoio do PROS, PDT, PSDC e PSL. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247