As chances de medalha de Pernambuco em Londres

A corredora Keila Costa, a nadadora Joanna Maranhão e as pentatletas Yane Marques e Priscila Oliveira são as grandes esperanças pernambucanas nos Jogos Olímpicos 2012

As chances de medalha de Pernambuco em Londres
As chances de medalha de Pernambuco em Londres (Foto: Edição/247)

Leonardo Lucena _PE147 – Os Jogos Olímpicos de Londres 2012 foram abertos oficialmente, na última sexta-feira (27), numa belíssima cerimônia que emocionou o mundo. Agora, a expectativa fica por conta das conquistas que cada nação buscará nas inúmeras provas a serem disputadas ao longo de toda a competição. E os pernambucanos, claro, ajudarão o Brasil a tentar alcançar o maior número de medalhas possível.

A corredora Keila Costa, a nadadora Joanna Maranhão, as pentatletas Yane Marques e Priscila Oliveira, a marchadora Érica Rocha e o lançador de martelo Wagner Domingos são as grandes esperanças de medalhas para Pernambuco nos Jogos. Desses, Joanna é a mais experiente, tendo duas Olimpíadas no currículo.

A nadadora conseguiu fazer história na natação feminina, quando, em 2004, bateu o recorde brasileiro nos 400 metros medley (quando o atleta nada os quatro estilos da natação numa só prova: borboleta ou golfinho, costas, peito e craw ou livre), com o tempo de 4min40s00, assegurando a quinta colocação. Joanna Maranhão, de 25 anos, já afirmou que esta será sua última Olimpíada. Em Londres, a atleta disputará essa mesma prova, na qual se classificou obtendo o tempo de 4min40s79, 96 centésimos abaixo do exigido para se garantir nos Jogos Olímpicos.

Na última grande competição que disputou, os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, México, no ano passado, Joanna conseguiu duas medalhas de prata, sendo uma nos 400 m medley, cravando 4min46s33, e no revezamento 4 x 200 metros livre e uma de bronze nos 200 metros medley, com o tempo de 2min15s08. Nas Olimpíadas de Pequim (China), em 2008, a nadadora não ganhou medalha.

No atletismo, Keila Costa, 29 anos, natural do município de Abreu e Lima (Grande Recife), disputará o salto triplo, após ter alcançado a marca dos 14,31m na abertura do Diamond League em Doha, no Catar. A pernambucana disputaria o Troféu Brasil, realizado na cidade de São Paulo entre os dias 27 de junho e 2 de julho. Mas, por conta de uma cãibra, preferiu não arriscar e não competiu. Dessa forma, como a competição valia vaga nas olimpíadas, Keila não vai concorrer no salto em distância.

A saltadora é dona de duas medalhas de prata obtidas nos Jogos Pan-Americanos em 2007, no Rio de Janeiro. Na ocasião, a atleta saltou 14,38 metros no salto triplo, e 6,73 metros no salto em distância. Em Pequim, Keila assegurou a 11˚ posição no salto em distância, atingindo a marca dos 6,43 metros.

Já Yane Marques, 28 anos, do município de Afogados da Ingazeira (Sertão), disputará as Olimpíadas pela segunda vez. Em 2008, nos Jogos Olímpicos de Pequim, Yane ficou em 18° na classificação geral, com 5.332 pontos. Em Pan-Americanos, a pernambucana recebeu medalha de ouro, em 2007, quando fez 5.434 pontos.

No caso do pentatlo moderno (esporte de cinco modalidades: hipismo, natação, esgrima, tiro e corrida), não há uma pontuação mínima determinada, pois a Federação Internacional de Pentatlo Moderno é que estabelece as competições que valerão vaga nos jogos, mencionando, também, o número de vagas de cada disputa. A pentatleta conseguiu vaga no Pan-Americano de Guadalajara, México, com 5.260 pontos.

Outras quatro representantes do Estado em Londres em esportes coletivos são: Daniele Rodrigues, 27 anos, e Jacqueline Carvalho, 28 anos. Ambas estão na Seleção de Vôlei, sendo levantadora e ponta, respectivamente; No futebol, a goleira, Bárbara Micheline, 24 anos; Por sua vez, Samira Pereira, 23 anos, ponta esquerda do Handebol.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247