Assembleia recebe mais R$ 9 milhões em suplementação

Sem dinheiro para honrar as despesas, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (foto), recorreu novamente ao governo do Estado e teve mais uma suplementação liberada; desta vez, o valor foi de R$ 9 milhões; conforme publicação no Diário Oficial, o montante saiu dos 'Encargos Gerais do Estado'; na prática, os recursos foram programados, mas o governo não utilizou; do total transferido para o Legislativo, R$ 5 milhões serão utilizados para pagamento de funcionários, R$ 3 milhões com servidores inativos e pensionistas da extinta Caixa de Previdência Parlamentar, e R$ 1 milhão com encargos administrativos; a Assembleia já recebeu R$ 373,1 milhões de janeiro a outubro

Sem dinheiro para honrar as despesas, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (foto), recorreu novamente ao governo do Estado e teve mais uma suplementação liberada; desta vez, o valor foi de R$ 9 milhões; conforme publicação no Diário Oficial, o montante saiu dos 'Encargos Gerais do Estado'; na prática, os recursos foram programados, mas o governo não utilizou; do total transferido para o Legislativo, R$ 5 milhões serão utilizados para pagamento de funcionários, R$ 3 milhões com servidores inativos e pensionistas da extinta Caixa de Previdência Parlamentar, e R$ 1 milhão com encargos administrativos; a Assembleia já recebeu R$ 373,1 milhões de janeiro a outubro
Sem dinheiro para honrar as despesas, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (foto), recorreu novamente ao governo do Estado e teve mais uma suplementação liberada; desta vez, o valor foi de R$ 9 milhões; conforme publicação no Diário Oficial, o montante saiu dos 'Encargos Gerais do Estado'; na prática, os recursos foram programados, mas o governo não utilizou; do total transferido para o Legislativo, R$ 5 milhões serão utilizados para pagamento de funcionários, R$ 3 milhões com servidores inativos e pensionistas da extinta Caixa de Previdência Parlamentar, e R$ 1 milhão com encargos administrativos; a Assembleia já recebeu R$ 373,1 milhões de janeiro a outubro (Foto: Romulo Faro)

Tribuna da Bahia - Sem receita para fazer frente às despesas, a Assembleia Legislativa da Bahia (AL) recorreu novamente ao governo do Estado e teve mais uma suplementação liberada pelo governador Rui Costa. Desta vez, o valor transferido para o Legislativo foi de R$ 9 milhões.

Conforme publicação no Diário Oficial (DOE), o montante saiu dos 'Encargos Gerais do Estado'. Na prática, os recursos foram programados, mas o governo baiano não utilizou.

Do total transferido para o Legislativo, R$ 5 milhões serão utilizados para pagamento da folha de funcionários, R$ 3 milhões com servidores inativos e pensionistas da extinta Caixa de Previdência Parlamentar (CPP), e R$ 1 milhão com encargos administrativos.

Em setembro, a administração estadual já tinha liberado R$ 17 milhões para reforçar o orçamento. Inicialmente, o déficit calculado era de R$ 17 milhões. Com o aporte de mais R$ 9 milhões, as projeções de rombo da Casa Legislativa saltaram para R$ 26 milhões.

Em 2015, o orçamento da Legislativo previsto é de R$ 440 milhões. O governo da Bahia já repassou para a Assembleia Legislativa desde janeiro até o mês passado, pouco mais de R$ 373,1 milhões.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247