Até quando a justiça brasileira vai ficar passando vergonha?, questiona deputado

"Pesquisa encomendada pela Globo golpista aponta Lula líder isolado na frente com 37% dos votos! Até quando a justiça brasileira vai ficar passando vergonha e não vai se manifestar favorável à decisão da ONU, que garante os direitos políticos de Lula e assegura sua candidatura?", questionou o deputado Marcon (PT-RS)

Até quando a justiça brasileira vai ficar passando vergonha?, questiona deputado
Até quando a justiça brasileira vai ficar passando vergonha?, questiona deputado (Foto: Esq.: Divulgação / Dir.: em cima (Stuckert) - meio (Fabio Pozzebom - ABR) - embaixo (Divulgação))

Rio Grande do Sul 247 - O deputado federal Marcon (PT-RS) bateu duro na Justiça brasileira, que prendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder absoluto em todas as pesquisas eleitorais.

"Pesquisa encomendada pela Globo golpista aponta Lula líder isolado na frente com 37% dos votos! Até quando a justiça brasileira vai ficar passando vergonha e não vai se manifestar favorável à decisão da ONU, que garante os direitos políticos de Lula e assegura sua candidatura?", questionou o parlamentar.

Levantamento do Ibope/Estadão/TV Globo, divulgado na noite desta segunda-feira (20), mostrou Lula em primeiro lugar, com 37% dos votos. Na segunda posição está Bolsonaro, com 18%.  Atrás de Bolsonaro aparece a ex-senadora Marina Silva, da Rede (6%), seguida pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e pelo ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 5% cada.

Na sequência aparecem Alvaro Dias, do Podemos (3%), Eymael (DC), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo) com 1% cada. Cabo Daciolo (Avante), Vera (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram. Branco/nulos: 16%; não sabe/não respondeu: 6%.

O ex-presidente Lula foi condenado sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP), com uma sentença contestada por vários juristas. Mas, ao apresentar a denúncia em setembro de 2016, o procurador Henrique Pozzebon admitiu que não havia "prova cabal" de que Lula era o proprietário do imóvel, que, segundo a acusação, seria reformado pela OAS para o ex-presidente em contrapartida de contratos na Petrobras.

Na semana passada, o Comitê de Direitos Humanos da ONU acaba de se pronunciar oficialmente e afirma que Lula tem direito de ser candidato a presidente. A ONU determinou ao Estado Brasileiro que "tome todas as medidas necessárias para que para permitir que o autor [Lula] desfrute e exercite seus direitos políticos da prisão como candidato nas eleições presidenciais de 2018, incluindo acesso apropriado à imprensa e a membros de seu partido politico" e para "não impedir que o autor [Lula] concorra nas eleições presidenciais de 2018 até que todos os recursos pendentes de revisão contra sua condenação sejam completados em um procedimento justo e que a condenação seja final (veja aqui)".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247