Ativistas defendem maior atuação de negros no processo eleitoral

O programa Vozes da Resistência recebeu lideranças do movimento negro que ressaltam a importância do debate racial nas eleições de 2018; "Costumamos dizer que estamos constantemente em marcha", afirma Juliana Gonçalves, jornalista e uma das organizadoras do ato; assista a íntegra do programa

Ativistas defendem maior atuação de negros no processo eleitoral
Ativistas defendem maior atuação de negros no processo eleitoral (Foto: Editora Brasil 247)

TV 247 - O programa Vozes da Resistência recebeu nesta segunda-feira (23) lideranças do movimento negro que ressaltam a importância do debate racial nas eleições de 2018 e convocam para a terceira Marcha das Mulheres Negras, que ocorrerá nesta semana em São Paulo. 

Milton Barbosa, Coordenador nacional do Movimento Negro Unificado (MNU) destaca que "os negros foram sacaneados durante os séculos". "O que acontece com a população negra é um genocídio e, quando pensamos em eleições, devemos lembrar que somos a maioria da população, porém, a reboque de uma estratégia de dominação", observa.

Jornalista e ativista do movimento negro, Juliana Gonçalves considera que é no momento de recrudescimento do racismo que o debate político deve ser feito. "A população negra deve travar questões de forma mais enfática, como, por exemplo, a participação das lideranças locais no processo eleitoral, qual será a participação do movimento negro", expõe. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Vozes da Resistência:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247