Ato contra a Reforma da Previdência deverá reunir milhares de manifestantes

Em Fortaleza, o ato está sendo organizado pelas principais centrais sindicais, entre elas a CUT e a CTB, federações sindicais, partidos políticos, movimentos sociais e populares e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, tendo como palavras de ordem "Nenhum Direito a Menos" e "Fora Temer". A concentração está marcada  para as 8h, na Praça Clóvis Beviláqua, em frente a Faculdade de Direito da UFC, de onde os manifestantes deverão seguir em caminhada pelas principais ruas do centro da cidade, culminando com um grande ato político na Praça do Ferreira

Em Fortaleza, o ato está sendo organizado pelas principais centrais sindicais, entre elas a CUT e a CTB, federações sindicais, partidos políticos, movimentos sociais e populares e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, tendo como palavras de ordem "Nenhum Direito a Menos" e "Fora Temer". A concentração está marcada  para as 8h, na Praça Clóvis Beviláqua, em frente a Faculdade de Direito da UFC, de onde os manifestantes deverão seguir em caminhada pelas principais ruas do centro da cidade, culminando com um grande ato político na Praça do Ferreira
Em Fortaleza, o ato está sendo organizado pelas principais centrais sindicais, entre elas a CUT e a CTB, federações sindicais, partidos políticos, movimentos sociais e populares e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, tendo como palavras de ordem "Nenhum Direito a Menos" e "Fora Temer". A concentração está marcada  para as 8h, na Praça Clóvis Beviláqua, em frente a Faculdade de Direito da UFC, de onde os manifestantes deverão seguir em caminhada pelas principais ruas do centro da cidade, culminando com um grande ato político na Praça do Ferreira (Foto: Fatima 247)

Marcado para amanhã (15), em nível nacional, no Ceará deverão acontecer atos públicos contra a Reforma da Previdência em diversos municípios. Em Fortaleza, onde deverá haver a maior mobilização, a concentração está marcada  para as 8h, na Praça Clóvis Beviláqua, em frente a Faculdade de Direito da UFC, de onde os manifestantes deverão seguir em caminhada pelas principais ruas do centro da cidade, culminando com um grande ato político na Praça do Ferreira.

O ato está sendo organizado pelas principais centrais sindicais, entre elas a CUT e a CTB, federações sindicais, partidos políticos, movimentos sociais e populares e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, tendo como palavras de ordem "Nenhum Direito a Menos" e "Fora Temer". A manifestação também estará denunciando a proposta da Reforma Trabalhista e outros retrocessos promovidos a partir do golpe político que destituiu a presidenta Dilma Rousseff.

 

 

Os organizadores esperam reunir milhares de manifestantes para pressionar os parlamentares a não aprovar a reforma que retira direitos previdenciários e atinge, de maneira particular, a aposentadoria de mulheres urbanas e rurais, alterando a idade mínima e igualando com o tempo de serviço de homens, ignorando a dupla jornada enfrentada pelas mulheres.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247