Bahia é o quarto estado em ataques a bancos

Dados são do Sindicato dos Bancários local; a Bahia teve o total de 100 ocorrências, atrás apenas de São Paulo, com 334 ataques, Minas Gerais (170) e Paraná (118); segundo a entidade, somente no primeiro semestre deste ano foram registrados 8,2 casos por dia no Brasil, um total de 1.484 mil entre janeiro e junho, crescimento de 17,7% na comparação com o mesmo período de 2012, quando foram contabilizados 1.261 ataques

Dados são do Sindicato dos Bancários local; a Bahia teve o total de 100 ocorrências, atrás apenas de São Paulo, com 334 ataques, Minas Gerais (170) e Paraná (118); segundo a entidade, somente no primeiro semestre deste ano foram registrados 8,2 casos por dia no Brasil, um total de 1.484 mil entre janeiro e junho, crescimento de 17,7% na comparação com o mesmo período de 2012, quando foram contabilizados 1.261 ataques
Dados são do Sindicato dos Bancários local; a Bahia teve o total de 100 ocorrências, atrás apenas de São Paulo, com 334 ataques, Minas Gerais (170) e Paraná (118); segundo a entidade, somente no primeiro semestre deste ano foram registrados 8,2 casos por dia no Brasil, um total de 1.484 mil entre janeiro e junho, crescimento de 17,7% na comparação com o mesmo período de 2012, quando foram contabilizados 1.261 ataques (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

Mais uma posição de destaque negativo para a Bahia. Levantamento do Sindicato dos Bancários local revela que o estado ocupa a quarta posição no ranking de ataques a agências bancárias em todo o país.

Segundo a entidade, somente no primeiro semestre deste ano foram registrados 8,2 casos por dia no Brasil, um total de 1.484 mil entre janeiro e junho, crescimento de 17,7% na comparação com o mesmo período de 2012, quando foram contabilizados 1.261 ataques.

Do total deste ano, 431 foram assaltos, consumados ou não, e 1.053 arrombamentos e explosões em unidades bancárias, postos de atendimento e caixas eletrônicos. A Bahia teve um total de 100 ocorrências, atrás de São Paulo, com 334 ataques, Minas Gerais (170) e Paraná (118).

Os dados, contudo, são diferentes dos apresentados pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) – sindicato patronal – que traz números 2,6 vezes menores, com 163 assaltos em todo o Brasil, enquanto a entidade nacional dos trabalhadores registrou, no primeiro semestre de 2013, 431 ocorrências do tipo.

"Além da contagem equivocada da Federação, estudos do Dieese comprovam que os bancos não investem em segurança. Mesmo com lucro de mais de R$ 30 bilhões no primeiro semestre, os seis maiores bancos do país investiram apenas R$ 1,6 bilhão em segurança", aponta nota do Sindicato dos Bancários da Bahia.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email