Bahia teve saldo positivo na geração de empregos em julho

A Bahia apresentou resultado positivo na geração de empregos formais no mês de julho. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais, o estado criou 847 postos de trabalho com carteira assinada durante o período, com 45.302 admissões; os cinco segmentos que contabilizaram saldos positivos foram: Serviços, com mais 1.726 postos; Indústria de Transformação, com novos 918 postos de trabalho; Construção Civil, com mais 590 postos; Administração Pública, com mais 202 postos; e Extrativa Mineral, com novos 62 postos

A Bahia apresentou resultado positivo na geração de empregos formais no mês de julho. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais, o estado criou 847 postos de trabalho com carteira assinada durante o período, com 45.302 admissões; os cinco segmentos que contabilizaram saldos positivos foram: Serviços, com mais 1.726 postos; Indústria de Transformação, com novos 918 postos de trabalho; Construção Civil, com mais 590 postos; Administração Pública, com mais 202 postos; e Extrativa Mineral, com novos 62 postos
A Bahia apresentou resultado positivo na geração de empregos formais no mês de julho. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais, o estado criou 847 postos de trabalho com carteira assinada durante o período, com 45.302 admissões; os cinco segmentos que contabilizaram saldos positivos foram: Serviços, com mais 1.726 postos; Indústria de Transformação, com novos 918 postos de trabalho; Construção Civil, com mais 590 postos; Administração Pública, com mais 202 postos; e Extrativa Mineral, com novos 62 postos (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A Bahia apresentou resultado positivo na geração de empregos formais no mês de julho. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (Sei), o estado criou 847 postos de trabalho com carteira assinada durante o período, com 45.302 admissões.

Para a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, o desempenho é animador e teve a contribuição decisiva do Governo do Estado, que vem realizando grandes investimentos públicos e fortalecendo serviços essenciais, como o da rede SineBahia.

"O governador Rui Costa tem sido muito determinado no sentido de erguer a Bahia, de abrir novas oportunidades para as trabalhadoras e os trabalhadores do estado. Portanto, nós estamos celebrando essa conquista e aceitando o desafio de continuar trabalhando para manter e ampliar os postos de trabalho para a população baiana", destacou a gestora.

Os cinco segmentos que contabilizaram saldos positivos foram: Serviços, com mais 1.726 postos; Indústria de Transformação, com novos 918 postos de trabalho; Construção Civil, com mais 590 postos; Administração Pública, com mais 202 postos; e Extrativa Mineral, com novos 62 postos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247