Balança comercial goiana bate novo recorde

No melhor fevereiro do todos os tempos, Estado exportou mais de US$ 526,2 milhões e importou mais de US$ 325,6 milhões, um saldo positivo de US$ 173,5 milhões; contribuíram o câbio favorável ao exportador e a a soja, cujo volume de exportações cresceu 226% em relação ao mesmo período do ano passado; além do grão, Goiás exportou grande volume de minérios; China continua sendo o principal destino dos produtos goianos

No melhor fevereiro do todos os tempos, Estado exportou mais de US$ 526,2 milhões e importou mais de US$ 325,6 milhões, um saldo positivo de US$ 173,5 milhões; contribuíram o câbio favorável ao exportador e a a soja, cujo volume de exportações cresceu 226% em relação ao mesmo período do ano passado; além do grão, Goiás exportou grande volume de minérios; China continua sendo o principal destino dos produtos goianos
No melhor fevereiro do todos os tempos, Estado exportou mais de US$ 526,2 milhões e importou mais de US$ 325,6 milhões, um saldo positivo de US$ 173,5 milhões; contribuíram o câbio favorável ao exportador e a a soja, cujo volume de exportações cresceu 226% em relação ao mesmo período do ano passado; além do grão, Goiás exportou grande volume de minérios; China continua sendo o principal destino dos produtos goianos (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ Foi de mais de US$ 173,5 milhões o saldo da balança comercial goiana relativo ao mês de fevereiro. Goiás exportou mais de US$ 526,2 milhões em fevereiro deste ano, e importou mais de US$ 325,6 milhões. O secretário de Indústria e Comércio do Estado de Goiás, Rafael Lousa, divulgou nesta quinta-feira (13) esses dados, que foram apurados pelo Ministério de Desenvolvimento, Comércio e Indústria e repassados à Superintendência de Comércio Exterior da SIC.

O secretário comemorou o resultado, que estabeleceu novo recorde. “Foi o melhor mês de fevereiro de todos os tempos”, declarou.  Em relação ao mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 28,16%  para as exportações. Já as importações cresceram apenas 6,3% em relação a fevereiro de 1013. “Mas essas importações acabam produzindo efeito positivo na economia goiana e o aumento das exportações reflete isso, pois o grosso das importações goianas é de insumos básicos para a agricultura e a indústria”, ressaltou o secretário.

Ele  chamou a atenção para o fato da taxa cambial, altamente favorável ao exportador, ter contribuído também para o aumento das exportações. Mas a grande contribuição, na verdade, veio da soja, cujo volume exportado aumentou em 266% no comparativo com o mês de fevereiro passado.  Além do grão, Goiás exportou grande volume de minérios classificados genericamente como “ferroligas”. O forte incremento no volume de comercialização dessas commodities compensou o fraco desempenho de outros artigos goianos. As carnes de aves e suínas, por exemplo, tiveram um recuo de 1% em relação a fevereiro do ano passado. Já a exportação de carne bovina registrou aumento de 36% em relação a fevereiro de 2013.

O secretário comemorou também o aumento das exportações acumuladas nos meses de janeiro e fevereiro.  Nos dois primeiros meses do ano foram gerados mais de US$  923,6 milhões. Um crescimento de 6,24% em relação ao mês anterior. As importações somaram mais de US$ 755,5 milhões, um incremento de 6,2% em relação ao mesmo período no ano anterior.

A China continua sendo o principal destino das exportações goianas. Os chineses compraram em fevereiro mais de 47% do que foi exportado por Goiás. Os chineses compram carnes, grãos e minérios. Na sequência, vêm os países da União Europeia, que têm na Holanda o centro distribuidor das exportações goianas, que entram naquele país pelo porto de Roterdam.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email