Brasil apoia Israel em voto na ONU contra palestinos

O documento da ONU também pedia que os responsáveis por crimes sejam levados à Justiça e estabelecia que as vítimas sejam reparadas. Foram 22 votos favoráveis e apenas oito contra, entre eles o do Brasil, que apoiou Israel, do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu

Jair Bolsonaro e Benjamin Netanyahu
Jair Bolsonaro e Benjamin Netanyahu (Foto: Alan Santos - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo Jair Bolsonaro votou nesta sexta-feira (19) contra uma resolução na Organização das Nações Unidas (ONU) para reconhecer o direito internacional em territórios ocupados da Palestina. O documento pedia que os responsáveis por crimes sejam levados à Justiça e reconheceu o papel do Tribunal Penal Internacional. Também estabelecia que as vítimas sejam reparadas. A informação é do jornalista Jamil Chade. O Conselho de Direitos Humanos aprovou o texto com 22 votos favoráveis e apenas oito contra, entre eles o do Brasil. A resolução contou com o apoio de todos os países sul-americanos. Outros 17 países optaram pela abstenção. 

A voto contrário à resolução da ONU representa uma ruptura de uma postura tradicional da diplomacia brasileira de apoio aos povos palestinos. Com o atual governo, o Brasil sinalizou que reconheceria Jerusalém como capital de Israel e até cogitou uma mudança da embaixada de Tel Aviv para a "Cidade Sagrada".

Há duas semanas, o chanceler palestino, Riyad al-Maliki, criticou o que chamou de "declarações contraditórias" do governo brasileiro. 

"De um lado, ouvimos o presidente Jair Bolsonaro e seus filhos de que estão aderindo completamente ao lado dos ocupantes (Israel), dando direito total à ocupação, e contra a autodeterminação", afirmou o ministro à coluna de Jamil Chade. "Ao mesmo tempo, eles negam o direito internacional e a implementação das resoluções da ONU", acrescentou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247