Burocracia impede investimentos, diz presidente da Embratur

“Precisamos de uma relação transparente de concessões e PPPs [parcerias público-privadas], porque os recursos estão disponíveis no Brasil, mas as dificuldades de licenciamento e a burocracia jurídico-legal sacrificam a velocidade dos empreendimentos”, disse Vinicius Lummertz, presidente da Embratur, em entrevista ao programa Brasil em Pauta

“Precisamos de uma relação transparente de concessões e PPPs [parcerias público-privadas], porque os recursos estão disponíveis no Brasil, mas as dificuldades de licenciamento e a burocracia jurídico-legal sacrificam a velocidade dos empreendimentos”, disse Vinicius Lummertz, presidente da Embratur, em entrevista ao programa Brasil em Pauta
“Precisamos de uma relação transparente de concessões e PPPs [parcerias público-privadas], porque os recursos estão disponíveis no Brasil, mas as dificuldades de licenciamento e a burocracia jurídico-legal sacrificam a velocidade dos empreendimentos”, disse Vinicius Lummertz, presidente da Embratur, em entrevista ao programa Brasil em Pauta (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

O presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Vinicius Lummertz, destacou hoje (7) a importância da parceria do governo brasileiro com a iniciativa privada para investimentos em infraestrutura no país. Segundo ele, as concessões de aeroportos aumentaram a competitividade do turismo brasileiro no mundo, pois abriram mais possibilidades para voos diretos e conectividades em toda parte do país.

“Precisamos de uma relação transparente de concessões e PPPs [parcerias público-privadas], porque os recursos estão disponíveis no Brasil, mas as dificuldades de licenciamento e a burocracia jurídico-legal sacrificam a velocidade dos empreendimentos”, disse, em entrevista ao programa Brasil em Pauta, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.


 Brasília - O presidente da Embratur, Vinicios Lummertz, durante entrevista ao programa Brasil em Pauta, nos estúdios das rádios EBC (José Cruz/Agência Brasil)

Em entrevista ao programa Brasil em Pauta, o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, afirma que as concessões de aeroportos aumentaram a competitividade do turismo brasileiro José Cruz/Agência Brasil

O presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Vinicius Lummertz, destacou hoje (7) a importância da parceria do governo brasileiro com a iniciativa privada para investimentos em infraestrutura no país. Segundo ele, as concessões de aeroportos aumentaram a competitividade do turismo brasileiro no mundo, pois abriu mais possibilidades para voos diretos e conectividades em toda parte do país.

“Precisamos de uma relação transparente de concessões e PPs [parcerias público-privadas], porque os recursos estão disponíveis no Brasil, mas as dificuldades de licenciamento e a burocracia jurídico-legal sacrificam a velocidade dos empreendimentos”, disse, em entrevista ao programa Brasil em Pauta, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.

Para Lummertz, o Brasil precisa de condições mais amigáveis para os investidores, e a burocracia não é boa quando impede os investimentos. “Entre 140 países, o Brasil é o 137º mais difícil para se empreender por conta de burocracia. E não só de burocracia inventada pelos governos estaduais, federal e municipais, mas pela incerteza jurídica nos vários níveis.”

isenção de visto para turistas estrangeiros durante os Jogos Olímpicos de 2016 também pode alavancar investimentos, segundo Lummertz. “Isso vai melhorar fluxo de turistas porque existe a Olimpíada, mas também porque existe um câmbio favorável que trará mais estrangeiros para o Brasil. Por isso, temos que caminhar para a desburocratização, porque os investidores desses países acompanham o fluxo dos seus turistas.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email