Caetano visita MTST em conjunto habitacional com nome do pai de Ciro Gomes

O cantor e compositor Caetano Veloso encontrou na semana passada, em Fortaleza, militantes do MTST, no conjunto habitacional José Euclides Ferreira Gomes - o nome do local é o do pai dos irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes; Caetano foi conhecer e conversar com os moradores do conjunto, onde o MTST conquistou o direito a 200 moradias, das quais 100 já foram entregues; "O poder tem que ser minimamente racional, dialogar com todas as áreas da sociedade. É o mínimo. Não dá mais para ficar como é, embora esteja pior"

O cantor e compositor Caetano Veloso encontrou na semana passada, em Fortaleza, militantes do MTST, no conjunto habitacional José Euclides Ferreira Gomes - o nome do local é o do pai dos irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes; Caetano foi conhecer e conversar com os moradores do conjunto, onde o MTST conquistou o direito a 200 moradias, das quais 100 já foram entregues; "O poder tem que ser minimamente racional, dialogar com todas as áreas da sociedade. É o mínimo. Não dá mais para ficar como é, embora esteja pior"
O cantor e compositor Caetano Veloso encontrou na semana passada, em Fortaleza, militantes do MTST, no conjunto habitacional José Euclides Ferreira Gomes - o nome do local é o do pai dos irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes; Caetano foi conhecer e conversar com os moradores do conjunto, onde o MTST conquistou o direito a 200 moradias, das quais 100 já foram entregues; "O poder tem que ser minimamente racional, dialogar com todas as áreas da sociedade. É o mínimo. Não dá mais para ficar como é, embora esteja pior" (Foto: Leonardo Lucena)

Ceará 247 - O cantor e compositor Caetano Veloso encontrou na semana passada, em Fortaleza, militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), no conjunto habitacional José Euclides Ferreira Gomes, antigo assentamento - o nome do local é o do pai dos irmãos Ciro, Cid e Ivo Gomes. No conjunto, entregue no governo Camilo Santana, o MTST conquistou o direito a 200 moradias, das quais 100 já foram entregues, enquanto o governo Michel Temer segue cortando verba para programas sociais e comprou votos para se livrar de denúncias e aprovar reforma.

Caetano foi conhecer e conversar com os moradores do conjunto. "A lei não é aplicada. Ás vezes, temos terreno ocioso e as pessoas com dificuldade de manter moradia não têm acesso a espaços públicos que poderiam ser utilizados para construção de moradias para pessoa de menor rendimento, enquanto grandes empreendedores seguram as áreas", disse ele.

Segundo o artista, "a organização da solidariedade ensina muita coisas as pessoas", afirmou. "O poder tem que ser minimamente racional, dialogar com todas as áreas da sociedade. É o mínimo. Não dá mais para ficar como é, embora esteja pior".

Caetano é ativista do #342Agora, um grupo formado pela classe artística e formadores de opinião, que se unem com o objetivo de pressionar investigação contra Michel Temer, o primeiro ocupante da presidência denunciado por corrupção.

Em nota, o MTST afirmou que a classe artística tem fundamental importância na defesa da democracia e ampliação da participação popular "na construção de novos rumos para nosso país".

Moradias

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, acompanhou o governador Camilo Santana na entrega e lembrou da parceria entre Estado e Município para dar andamento a todas as obras e ações de Habitação na Capital. “A gente tem aqui juntos mais de 20 mil casas populares em construção, que tem garantido a realização de sonhos para essas pessoas. Quantos aqui não esperaram até 50 anos para ter um teto seu, para criar sua família, dar melhor condição de vida para seus filhos? Então é um momento maravilhoso. Muito feliz da Prefeitura de Fortaleza ter de alguma forma apoiado essa iniciativa do Governo”, disse.

Nos últimos três anos, o Governo do Ceará entregou 15.263 unidades habitacionais, pelo Programa Minha Casa Minha Vida, com destaque para as regiões mais populosas e onde há um déficit habitacional mais latente: Região Metropolitana de Fortaleza, Cariri e Norte do Estado. Essas moradias totalizaram investimento de R$ 1.030.875.142,70. Ainda há previsão de entrega de mais 17.700 unidades até 2018, informou o executivo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247