Câmara já tem 12 pedidos de impeachment contra Temer

Advogado pernambucano Antonio Ricardo Accioly Campos, irmão do falecido governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), protocolou um pedido de impeachment de Michel Temer junto a Mesa Diretora da Câmara; até o momento, chega a 12 o total de pedidos visando o afastamento de Temer da Presidência da República, sendo que três deles foram protocolados nesta terça-feira (24); nesta quinta-feira é esperado que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) também ingresse com um pedido de impeachment de Temer por obstrução a Justiça

Presidente Michel Temer 12/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Michel Temer 12/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O advogado pernambucano Antonio Ricardo Accioly Campos, irmão do falecido governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), protocolou um pedido de impeachment de Michel Temer junto a Mesa Diretora da Câmara. Com isso, até o momento, sobe para 12 o total de pedidos visando o afastamento de Temer da Presidência da República, sendo que três deles foram protocolados nesta terça-feira (24).

Desde que Temer assumiu o cargo por meio do impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff, já foram feitos 16 pedidos de abertura de processo para que ele fosse afastado pela suspeita de crime de responsabilidade.

A primeira ação do gênero foi registrada em novembro do ano passado, após o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero acusar o também ex-ministro Geddel Vieira Lima de exercer pressão para liberar uma obra embargada em Salvador.

Nesta terça-feira (23), além do pedido protocolado por Antonio Campos, deram entrada outros pedidos de impeachment feitos pelo advogado Luís Carlos Crema – que em 2015 também entrou com pedido semelhante contra Dilma Rousseff – e por três servidores públicos do Estado do Espírito Santo. Nesta quinta-feira é esperado que a ordem dos Advogados do Brasil também ingresse com um pedido de impeachment de Temer.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247