Campos bate Lula no quesito influência em PE

É que aponta o levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN); ao todo, 72,3% dos entrevistados que disseram perceber mudanças positivas em Pernambuco nos últimos anos apontaram o ex-governador Eduardo Campos (PSB) como o principal responsável, seguido pelo ex-presidente Lula (PT), com 12,5%, e pela presidente Dilma Rousseff (PT), com 4,5%

www.brasil247.com - É que aponta o levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN); ao todo, 72,3% dos entrevistados que disseram perceber mudanças positivas em Pernambuco nos últimos anos apontaram o ex-governador Eduardo Campos (PSB) como o principal responsável, seguido pelo ex-presidente Lula (PT), com 12,5%, e pela presidente Dilma Rousseff (PT), com 4,5%
É que aponta o levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN); ao todo, 72,3% dos entrevistados que disseram perceber mudanças positivas em Pernambuco nos últimos anos apontaram o ex-governador Eduardo Campos (PSB) como o principal responsável, seguido pelo ex-presidente Lula (PT), com 12,5%, e pela presidente Dilma Rousseff (PT), com 4,5% (Foto: Leonardo Lucena)


Pernambuco 247 – Se a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) tem relação com as pesquisas eleitorais ainda é difícil dizer, porém o ex-presidenciável bate de longe, no estado, o maior cabo eleitoral do País no quesito influência. Segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), 72,3% dos entrevistados que disseram perceber mudanças positivas em Pernambuco nos últimos anos apontaram Campos como o principal responsável, seguido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 12,5%, e da presidente Dilma Rousseff (PT), com 4,5%. Ao todo, 2.480 pessoas foram ouvidas.

Os pesquisadores perguntaram aos entrevistados se eles haviam percebido mudanças positivas em Pernambuco nos últimos anos. Ao todo, 64% dos entrevistados disseram que sim e 30% disseram que não. Não soube ou não respondeu somaram 7%.

Diante da insatisfação de eleitores que não aprovavam a gestão de Campos, sob o argumento de que o estado foi beneficiado por investimentos federais, o levantamento mostrou outro dado curioso. Questionados sobre quem pode fazer Pernambuco mudar para melhor, a maioria dos entrevistados apontou o candidato ao Executivo estadual Paulo Câmara (PSB), com 30,7%.

Na segunda posição aparece o senador Armando Monteiro (PTB), com 28,1% dos votos. A chapa do parlamentar tem o PT, com o deputado federal João Paulo, ex-prefeito do Recife, disputando uma vaga no Senado. Em terceiro lugar aparece a presidente Dilma, com 9,1%, seguida pela atual presidenciável do PSB, Marina Silva, com 3,6%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A pesquisa deixa o PT em alerta. A legenda vem tentando atribuir o crescimento econômico de Pernambuco a obras do governo federal, como a Refinaria Abreu e Lima, a Transposição do Rio São Francisco, a fábrica da Fiat e a Adutora do Pajeú. Com este levantamento, a mudança ou a continuidade da mesma estratégia para minar o crescimento dos adversários de Dilma no estado é uma incógnita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email