Candidatos aprovados em concurso da PM denunciam irregularidades ao MPE

Um dos requisitos para ingresso no curso de formação estaria sendo desrespeitado por parte da banca organizadora; uma comissão de cinco candidatos apresentou denúncia ao Ministério Público Estadual contra o certame realizado pela PM em 2017

Um dos requisitos para ingresso no curso de formação estaria sendo desrespeitado por parte da banca organizadora; uma comissão de cinco candidatos apresentou denúncia ao Ministério Público Estadual contra o certame realizado pela PM em 2017
Um dos requisitos para ingresso no curso de formação estaria sendo desrespeitado por parte da banca organizadora; uma comissão de cinco candidatos apresentou denúncia ao Ministério Público Estadual contra o certame realizado pela PM em 2017 (Foto: Charles Nisz)

Gazeta Web - Uma comissão composta por cinco candidatos que fizeram o concurso da Polícia Militar de Alagoas realizado em 2017 apresentou ao Ministério Público Estadual, na manhã desta terça-feira (16), denúncia dando conta de que a banca organizadora desrespeitou um dos requisitos presentes no edital de convocação.

O requisito em foco diz respeito ao ingresso no curso de formação. Isso porque o edital estabelece uma estatura mínima, de 1,60 m e 1,65 m para mulheres e homens, respectivamente. 

No entanto, os candidatos alegam que pessoas fora deste perfil estão sendo convocadas, prejudicando, assim, quem de fato atende às exigências do certame. 

Ainda conforme os denunciantes, após serem submetidos à avaliação pela banca organizadora - Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) -, os candidatos em questão estariam sendo considerados aptos ao curso de formação, último estágio antes de o aluno ganhar as ruas já como policial.

"Fomos ao Ministério Público para pedir esclarecimentos à banca com relação a este equívoco. Estamos nos sentido prejudicados porque pessoas que não se enquadram no perfil vêm tomando nossas vagas", disse um candidato que não quis de identificar.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), que informou que todas as tratativas referentes ao concurso são de responsabilidade da Cebraspe, que, por sua vez, informou que irá se pronunciar por meio de nota.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247