Cemig apoia programas de ressocialização no sistema prisional

A Cemig e o Governo de Minas vão destinar R$ 1 milhão para 36 Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (APACs) e também à Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) a fim de implantar sistemas de eficiência, modernização e economia da utilização de energia elétrica, por meio do Programa Energia Inteligente

Cemig apoia programas de ressocialização no sistema prisional
Cemig apoia programas de ressocialização no sistema prisional

Minas 247 - A Cemig e o Governo de Minas Gerais vão destinar R$ 1 milhão para 36 Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (APACs) e também à Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC). O anúncio foi feito, na última sexta-feira (13/7), pelo diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Thiago de Azevedo Camargo, na presença de membros do Ministério Público, Minas pela Paz e FBAC.

Segundo o diretor da Cemig, "acreditamos que as iniciativas trarão benefícios para milhares de pessoas atendidas por estas instituições". O dinheiro se destina à implantação de sistemas de eficiência, modernização e economia da utilização de energia elétrica, por meio do Programa Energia Inteligente.

Segundo o diretor da Cemig, "as entidades irão economizar na sua conta de energia elétrica, e os recursos poupados poderão ser revertidos em melhorias. Além disso, irá proporcionar melhor qualidade de trabalho para os agentes e conforto para os que cumprem pena". O projeto de eficiência energética prevê a troca de sistemas de iluminação internos obsoletos por lâmpadas de LED, chuveiros de alta potência por chuveiros eletrônicos, geladeiras e freezers antigos por equipamentos com selo PROCEL.

De acordo com a FBAC, esta parceria é de fundamental importância. Para o seu diretor-executivo, Valdeci Ferreira, "além de permitir melhorar as estruturas físicas das associações, a parceria irá possibilitar a aplicação correta da metodologia APAC".

O secretário adjunto de Estado da Administração Prisional Marcelo José Gonçalves Costa elogiou a ação da Cemig na sua fala: "você não faz ideia da dimensão que é uma empresa como a Cemig ser sua parceira numa ação social de recuperação de pessoas". Para ele, "fazer parceria com uma empresa que tem uma responsabilidade social e que transmite isso para as pessoas de forma intensa, assim como a Cemig, com certeza faz com que nossa ação ganhe mais concretude".

Participaram da assinatura do lançamento do projeto, que irá consolidar o início das ações, o inspetor de metodologia Alexandre Antônio de Oliveira, representando o diretor-executivo da FBAC, Valdeci Antônio Ferreira, o diretor-coordenador do Instituto Minas pela Paz, Marco Antônio Lage, acompanhado do gerente de projetos, Enéas Alessandro da Silva Melo e do gestor Maurílio Pedrosa, o secretário adjunto de Estado da Administração Prisional, Marcelo José Gonçalves da Costa, o gerente da Efficientia, Ricardo Dias, a chefe de gabinete da Procuradoria Geral do Município de Belo Horizonte, Marisa Seoane Rio Resende, e o procurador de Justiça Antônio de Padova Marchi Junior, do Ministério Público estadual.

Programa Energia Inteligente

O Programa Energia Inteligente da Cemig é regulado pela Aneel e se baseia no incentivo à mudança de hábitos, resultando na redução e eliminação do desperdício como forma de bom uso e preservação dos recursos naturais. Desde 2015, a iniciativa já destinou mais de R$ 170 milhões para projetos em diversas áreas, beneficiando escolas, prefeituras e hospitais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247