Cenário sem Lula escancara deficiência de legitimidade, afirma Margarida Salomão

Para a deputada federal Margarida Salomão (PT-MG), os 32% de votos brancos e nulos numa eleição sem Lula escancara a deficiência de legitimidade a qual poderemos ficar expostos; “O povo brasileiro sabe o que é injustiça e sabe que o Lula está sendo injustiçado. Lula é inocente e está sendo condenado sem provas. Como teremos um presidente da república numa eleição em que um terço dos brasileiros manifesta-se em não votar em ninguém?”, afirmou  

Lula 
Lula  (Foto: Charles Nisz)

Minas 247 - A pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (31) mostra que, em um cenário sem o ex-presidente Lula na disputa eleitoral, o total de votos brancos e nulos pode chegar a 32%. Para a deputada federal Margarida Salomão (PT-MG), esse resultado escancara a deficiência de legitimidade a qual poderemos ficar expostos.

“O povo brasileiro sabe o que é injustiça e sabe que o Lula está sendo injustiçado. Lula é inocente e está sendo condenado sem provas. Como teremos um presidente da república com essa deficiência de legitimidade, em que um terço dos brasileiros manifesta-se em não votar em ninguém?”, afirmou.

Para a parlamentar, a solução é que Lula seja candidato e tentem derrotá-lo nas urnas. Somente dessa forma o povo poderá escolher seu governante a partir de um processo eleitoral justo, democrático, com apresentação e aprovação de um plano de governo de acordo com as convicções da maioria da população. A ausência do ex-presidente na disputa representaria o mesmo que vemos hoje no governo Temer.

A deputada disse ainda que Lula é uma esperança do povo para encerrar o golpe. “Não tem injustiça que o abale”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247