Chapa 2018: Lúcia retoma espaço e ultrapassa Wilder

A experiência e o profissionalismo da senadora Lúcia Vânia (PSB) começaram a falar mais alto na disputa por espaços na base aliada; ainda que o governador Marconi Perillo (PSDB) tenha dito que Wilder Morais (PP) tem espaço garantido na chapa majoritária que concorrerá na eleição do ano que vem, como candidato ao Senado, fato é que Lúcia se aproximou outra vez do tucano-chefe e do vice-governador, José Eliton (PSDB), e o mais seguro a se dizer hoje é que o jogo está zerado.

A experiência e o profissionalismo da senadora Lúcia Vânia (PSB) começaram a falar mais alto na disputa por espaços na base aliada; ainda que o governador Marconi Perillo (PSDB) tenha dito que Wilder Morais (PP) tem espaço garantido na chapa majoritária que concorrerá na eleição do ano que vem, como candidato ao Senado, fato é que Lúcia se aproximou outra vez do tucano-chefe e do vice-governador, José Eliton (PSDB), e o mais seguro a se dizer hoje é que o jogo está zerado.
A experiência e o profissionalismo da senadora Lúcia Vânia (PSB) começaram a falar mais alto na disputa por espaços na base aliada; ainda que o governador Marconi Perillo (PSDB) tenha dito que Wilder Morais (PP) tem espaço garantido na chapa majoritária que concorrerá na eleição do ano que vem, como candidato ao Senado, fato é que Lúcia se aproximou outra vez do tucano-chefe e do vice-governador, José Eliton (PSDB), e o mais seguro a se dizer hoje é que o jogo está zerado. (Foto: José Barbacena)

GBrasil - A experiência e o profissionalismo da senadora Lúcia Vânia (PSB) começaram a falar mais alto na disputa por espaços na base aliada. Ainda que o governador Marconi Perillo (PSDB) tenha dito que Wilder Morais (PP) tem espaço garantido na chapa majoritária que concorrerá na eleição do ano que vem, como candidato ao Senado, fato é que Lúcia se aproximou outra vez do tucano-chefe e do vice-governador, José Eliton (PSDB), e o mais seguro a se dizer hoje é que o jogo está zerado.

Lúcia não tem a fortuna (e a disposição para torrá-la) de Wilder, mas tem a experiência de uma carreira política que já dura mais de duas décadas e uma relação com prefeitos e líderes da base nos municípios que vai além da conjuntura política: é também de confiança e de amizade. Na eleição de 2010, ela articulou uma ampla frente de prefeitos para dar legitimidade ao seu pleito por uma vaga na chapa majoritária (e conseguiu). É improvável que eles a abandonem em detrimento de um político que, como dizem alguns, ainda carece de lastro.

Lúcia, é verdade, aproximou-se de Ronaldo Caiado (DEM) nos últimos meses. Mas vale notar que ela não participou de nenhum dos dois encontros promovidos no interior (em Morrinhos e Jaraguá) para dar impulso à candidatura dele a governador. Em entrevistas, também não disse que cogitava compor chapa com o colega em 2018. É importante dizer que Lúcia leva em consideração, por fim, a opinião do ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso (PSB), que é a favor de fechar questão com José Eliton.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247