Chuva ajuda a elevar nível de reservatórios em SP

O temporal que atingiu São Paulo nesta segunda-feira ajudou a elevar quatro dos seis sistemas de abastecimento da região, segundo dados da Sabesp; os outros dois, Cantareira e Rio Claro, mantiveram seus percentuais

Cantareira
Cantareira (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fernanda Cruz - Agência Brasil

O temporal que atingiu São Paulo ajudou a elevar quatro dos seis sistemas de abastecimento, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Os outros dois, Cantareira e Rio Claro, mantiveram seus percentuais.

No Sistema Guarapiranga, a forte chuva de ontem (22) somou 74,2 milímetros, ajudando a superar a média histórica de chuvas para todo o mês. A precipitação esperada sobre o manancial é 175,2 milímetros e, com o temporal de ontem, chegou a 192,8 milímetros no acumulado do mês. O nível dos reservatórios subiu de 35,2% ontem para 36,6% hoje.

O Sistema Cantareira manteve-se em 6,7% com a ajuda da precipitação de 27,7 milímetros que caiu sobre o manancial ontem. Desde o dia 19, os reservatórios apresentam esse mesmo percentual, mostrando uma tendência de estabilidade com a chegada das chuvas de verão. Outro manancial que conseguiu manter seu nível foi do Rio Claro, que está com 25,8% da capacidade. A pluviometria registrada ontem foi 41 milímetros.

No Sistema Rio Grande, a chuva também foi significativa, com volume de 66,7 milímetros. Com isso, os reservatórios subiram de 64,2% ontem para 66,7% hoje. O Sistema Alto Cotia recebeu 19,4 milímetros e elevou-se de 29,7% ontem para 30,2% hoje. No Alto Tietê, a chuva foi a mais intensa, de 75,2 milímetros. Assim, o percentual subiu 10,1% de ontem para 10,5% hoje.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247