Chuvas causam a primeira morte em Minas Gerais

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec) informou, nesta terça-feira (5), a primeira morte registrada durante o período chuvoso 2015/2016 no estado; a vítima é  Antônio Luiz Alves Júnior, de 30 anos, que foi arrastado pela enxurrada em 23 de novembro, em Montes Claros, no Norte do estado; o órgão informou que 17 cidades foram afetadas pelas chuvas no estado - duas decretaram situação de emergência

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec) informou, nesta terça-feira (5), a primeira morte registrada durante o período chuvoso 2015/2016 no estado; a vítima é  Antônio Luiz Alves Júnior, de 30 anos, que foi arrastado pela enxurrada em 23 de novembro, em Montes Claros, no Norte do estado; o órgão informou que 17 cidades foram afetadas pelas chuvas no estado - duas decretaram situação de emergência
A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec) informou, nesta terça-feira (5), a primeira morte registrada durante o período chuvoso 2015/2016 no estado; a vítima é  Antônio Luiz Alves Júnior, de 30 anos, que foi arrastado pela enxurrada em 23 de novembro, em Montes Claros, no Norte do estado; o órgão informou que 17 cidades foram afetadas pelas chuvas no estado - duas decretaram situação de emergência (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec) informou, nesta terça-feira (5), a primeira morte registrada durante o período chuvoso 2015/2016 no estado. A vítima é  Antônio Luiz Alves Júnior, de 30 anos, que foi arrastado pela enxurrada em 23 de novembro, em Montes Claros, no Norte do estado.

De acordo com o boletim da Defesa Civil, o rapaz foi levado pela correnteza quando tentava impedir que sua moto também fosse encoberta pela água. O laudo da necropsia afirma que a vítima morreu por afogamento.

O órgão informou que 17 cidades foram afetadas pelas chuvas no estado - duas decretaram situação de emergência. Segundo o balanço, o estado contabiliza, até esta terça-feira, 1319 pessoas desalojadas, 511 e desabrigadas e 10 feridas. O período chuvoso registra ainda 613 casas danificadas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247