Cid: RC terá que intensificar ações para se reeleger

A menos de um ano das eleições, o ex-governador Cid Gomes (PDT) declarou a um jornal local que o atual prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), terá que intensificar sua administração para viabilizar seu projeto de reeleição. Para ele, é necessário também que RC costure alianças políticas, inclusive com partidos de menor expressão no estado, para garantir um bom tempo de televisão

A menos de um ano das eleições, o ex-governador Cid Gomes (PDT) declarou a um jornal local que o atual prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), terá que intensificar sua administração para viabilizar seu projeto de reeleição. Para ele, é necessário também que RC costure alianças políticas, inclusive com partidos de menor expressão no estado, para garantir um bom tempo de televisão
A menos de um ano das eleições, o ex-governador Cid Gomes (PDT) declarou a um jornal local que o atual prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), terá que intensificar sua administração para viabilizar seu projeto de reeleição. Para ele, é necessário também que RC costure alianças políticas, inclusive com partidos de menor expressão no estado, para garantir um bom tempo de televisão (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará247 - "Roberto Cláudio não se viabilizará (ao projeto de reeleição) se não intensificar as ações em Fortaleza. A administração dele tem que dar uma intensificada e ele vai fazer isso nos próximos meses". O recado foi dado pelo ex-governador Cid Gomes (PDT), em conversa com o  jornal O Povo, sobre a disputa pela Prefeitura em 2016.

Para ele, o atual prefeito terá ainda que formar alianças partidárias para garantir tempo de televisão durante a disputa com os outros candidatos. "É fundamental consolidar com PP, DEM, PTB... Consolidar outros partidos de menor porte que deem a ele um tempo razoável que possa mostrar as suas realizações na televisão".

Em uma análise do cenário, o ex-governador acredita que a chegada de Roberto Cláudio (PDT) ao segundo turno pode lhe render boa vantagem. "Eu não vejo no cenário dos possíveis candidatos uma candidatura que tem a abertura que ele tem de entrar em vários segmentos. Heitor Férrer, Victor Valim, Capitão Wagner... todos têm limitações, nichos, e dificilmente vão conseguir a maioria absoluta dos votos", disse.

"Praga Nacional"

Após ato de filiação no último sábado (17), Cid Gomes não poupou críticas ao PMDB, partido de quem foi aliado até 2012, referindo-se à legenda como uma "praga nacional". "O PMDB simboliza aquilo que eu venho denunciando há muito tempo. Um partido que está na politica sem nenhum propósito, sem nenhum projeto, sem nenhuma ideologia, é um projeto puramente de achaque ao poder”, declarou.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email