Com 36 mortes na ficha, Telhada vai para a CDH

Ex-comandante da Rota, unidade especial da Polícia Militar de São Paulo notória pela letalidade de suas ações, foi indicado pelo PSDB para integrar a Comissão da Defesa dos Direitos da Pessoa Humana da Alesp; ao comentar sua indicação, Telhada disse que “agora sim teremos na Alesp uma comissão de Direitos Humanos que realmente se preocupará com os direitos de todos os cidadãos”; para ele, “policiais militares são os verdadeiros defensores dos direitos humanos”; constrangida, parte da bancada tucana tenta demover colega da ideia

Ex-comandante da Rota, unidade especial da Polícia Militar de São Paulo notória pela letalidade de suas ações, foi indicado pelo PSDB para integrar a Comissão da Defesa dos Direitos da Pessoa Humana da Alesp; ao comentar sua indicação, Telhada disse que “agora sim teremos na Alesp uma comissão de Direitos Humanos que realmente se preocupará com os direitos de todos os cidadãos”; para ele, “policiais militares são os verdadeiros defensores dos direitos humanos”; constrangida, parte da bancada tucana tenta demover colega da ideia
Ex-comandante da Rota, unidade especial da Polícia Militar de São Paulo notória pela letalidade de suas ações, foi indicado pelo PSDB para integrar a Comissão da Defesa dos Direitos da Pessoa Humana da Alesp; ao comentar sua indicação, Telhada disse que “agora sim teremos na Alesp uma comissão de Direitos Humanos que realmente se preocupará com os direitos de todos os cidadãos”; para ele, “policiais militares são os verdadeiros defensores dos direitos humanos”; constrangida, parte da bancada tucana tenta demover colega da ideia (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A bancada tucana na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) indicou o deputado estadual Coronel Telhada, ex-comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), para uma cadeira na Comissão da Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, da Cidadania, da Participação e das Questões Sociais da Casa. Em 32 anos de PM, Telhada coleciona 36 mortes em ação e 80 elogios por sua atuação.

Telhada foi indicado ainda no dia 28 de abril, mas ontem chamou atenção para o fato ao compartilhar uma notícia sobre sua indicação afirmando que “agora sim teremos na Alesp uma comissão de Direitos Humanos que realmente se preocupará com os direitos de todos os cidadãos”.

A escolha contrariou parte dos parlamentares tucanos porque, para Telhada, “policiais militares são os verdadeiros defensores dos direitos humanos, pois diariamente arriscam suas vidas por outros humanos e juraram sacrificar as próprias vidas se preciso for pela vida dos outros humanos”. Por ora, porém, a liderança do PSDB diz que vai manter o ex­PM na comissão.Colegas vão tentar demovê-lo da indicação, mas o policial parece estar irredutível.

Telhada começou na política em 2012, três anos depois de ter assumido o comando da Rota, notória pela letalidade de suas operações. Ao estrear nas urnas, foi eleito vereador na capital pelo PSDB. No ano passado, Telhada tornou­se o segundo candidato mais votado para a Assembleia. Hoje presidente da Casa, Capez que não quis comentar a indicação de Telhada para a Comissão de Direitos Humanos. “Esse assunto diz respeito à responsabilidade das bancadas, não da presidência”, desconversou.

Líder da bancada do PSDB na Assembleia, Carlão Pignatari é o responsável formal pela escolha. Disse que o próprio Telhada pediu a indicação. “Ele já integrava a Comissão de Direitos Humanos da Câmara quando era vereador”, afirmou. “Ele manifestou interesse por defender os direitos humanos dos policiais mortos.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247