Com Itália "derrotada", italiano deixa Comitê Olímpico Internacional

Vice-presidente do COI Mario Pescante renunciou depois que seu pas rejeitou candidatura de Roma Olimpada de 2020, devido crise

Com Itália "derrotada", italiano deixa Comitê Olímpico Internacional
Com Itália "derrotada", italiano deixa Comitê Olímpico Internacional (Foto: Divulgação)

O italiano Mario Pescante renunciou nesta terça-feira, 21, ao cargo de vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), na sequência da recusa do governo do seu país a apoiar a candidatura da cidade de Roma aos Jogos Olímpicos de 2020, anunciada na semana passada. O COI possui outros três vice-presidentes.

A candidatura de Roma foi cancelada após o primeiro-ministro Mario Monti recusar-se a fornecer as garantias financeiras necessárias do governo em um momento de crise econômica na Itália. Pescante, que já comandou o Comitê Olímpico Italiano, era o presidente da candidatura de Roma.

Ele disse nesta terça-feira que "se sente um pouco envergonhado de estar representando um país que jogou a toalha cedo". Para Pescante, a decisão do governo italiano o deixou em situação em situação difícil em relação aos líderes do COI. Apesar de sua renúncia ao cargo de vice-presidente, Pescante continuará a ser um membro italiano do comitê executivo da entidade.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247