Com o apoio de Maia, Arthur lidera deputados de 10 partidos

Aliado de Michel Temer, o deputado federal alagoano Arthur Lira (PP) mostrou força na Câmara ao fechar uma articulação para formação de um bloco parlamentar com 232 deputados de 10 diferentes partidos; estratégia contou com o apoio do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), irritado por ver o PR se aproximar do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); Maia também recebeu a garantia do PP de apoiar a sua candidatura, caso consiga se viabilizar

Aliado de Michel Temer, o deputado federal alagoano Arthur Lira (PP) mostrou força na Câmara ao fechar uma articulação para formação de um bloco parlamentar com 232 deputados de 10 diferentes partidos; estratégia contou com o apoio do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), irritado por ver o PR se aproximar do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); Maia também recebeu a garantia do PP de apoiar a sua candidatura, caso consiga se viabilizar
Aliado de Michel Temer, o deputado federal alagoano Arthur Lira (PP) mostrou força na Câmara ao fechar uma articulação para formação de um bloco parlamentar com 232 deputados de 10 diferentes partidos; estratégia contou com o apoio do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), irritado por ver o PR se aproximar do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); Maia também recebeu a garantia do PP de apoiar a sua candidatura, caso consiga se viabilizar (Foto: Voney Malta)

Por Cada Minuto - O deputado federal alagoano Arthur Lira (PP) mostrou força ontem na Câmara ao fechar uma articulação para formação de um bloco parlamentar com 232 deputados de 10 diferentes partidos.

A articulação contou com o apoio do presidente da Casa, Rodrigo Maia, que saiu fortalecido com a formação do novo bloco. Rodrigo Maia ficou irritado por não ter sido avisado sobre a formação do "blocão" do PR e, também, por ver o partido se aproximar do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) – os dois são pré-candidados à Presidência da República.

O PP prometeu, nos bastidores, apoiar uma eventual candidatura de Maia caso ele se viabilize. O Solidariedade, o PRB e o PSC também sinalizaram apoio.

Com a formação do novo "blocão", PP e PMDB também saem vitoriosos. O partido do presidente Michel Temer ficará com a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e o PP, com o comando da CMO.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247