Com presença de ministra, Goiás lança plano hídrico

Preservar as nascentes e promover a gestão dos recursos hídricos são os objetivos das medidas apresentadas durante evento realizado pela Secretaria de Cidades e Meio Ambiente (Secima); solenidade aconteceu no Centro Cultural Oscar Niemeyer e contou com a presença da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; Plano Estadual dos Recursos Hídricos, com investimentos de R$ 2,75 milhões, foi uma das medidas apresentadas e traça as perspectivas de abastecimento de todos os setores dos usuários de água

Governador Marconi Perillo na comemora��o ao Dia da �gua.
Fotos: Eduardo Ferreira
Data: 26.03.2015
Governador Marconi Perillo na comemora��o ao Dia da �gua. Fotos: Eduardo Ferreira Data: 26.03.2015 (Foto: José Barbacena)

Goiás Agora - Preservar as nascentes e promover a gestão dos recursos hídricos são os objetivos das medidas apresentadas nesta quinta-feira, 26, durante evento realizado pela Secretaria de Cidades e Meio Ambiente (Secima). A solenidade aconteceu no Centro Cultural Oscar Niemeyer e contou com as presenças da ministra do Meio Ambiente Izabella Teixeira, do governador Marconi Perillo, do presidente da Agência Nacional das Águas Vicente Andreu, do titular da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima) Vilmar Rocha, entre outras autoridades.

Marconi Perillo enfatizou que o governo estadual tem realizado ações em vários aspectos. “Goiás foi o primeiro Estado a regulamentar o próprio Código Florestal. Também estamos fazendo o nosso dever de casa em relação ao saneamento ambiental. Quando assumi o governo em 1999, Goiás contava com 12 estações de tratamento de esgoto, nós então construímos outras e estamos com mais 12 em construção”.

Marconi acrescentou que está tendo investimentos na área hídrica. “Nós já temos as reservações, que vão garantir o abastecimento de água nas duas principais regiões metropolitanas pelo menos até 2050. Também fizemos todo um diagnóstico das áreas mais suscetíveis em relação a questão hídrica, selecionamos as 25 mais críticas, 48 intermediárias e as 172 que não precisaremos ter preocupação nos próximos anos”.

Plano

O Plano Estadual dos Recursos Hídricos, com investimentos de R$ 2,75 milhões, foi uma das medidas apresentadas e traça as perspectivas de abastecimento de todos os setores dos usuários de água. O titular da Secima, Vilmar Rocha, explica que o Plano dá as diretrizes, caminhos e referências do que será realizado e orienta os usuários da água quanto ao uso deste recurso nos próximos 20 anos.

Vilmar ressaltou a importância que a população tem ao participar de ações de preservação da água, como aconteceu na elaboração deste plano, quando foram realizadas consultas públicas durante todo o ano passado em diferentes regiões do Estado. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, destacou que este Plano deve ser implementado numa visão de gestão integrada com os comitês de bacia e com o controle de fontes de poluição.

A ministra ainda ressaltou durante coletiva que percebeu uma mobilização muito grande da população goiana para as questões hídricas. “Há um interesse da sociedade goiana de entender que, preservando o meio ambiente, você assegura a oferta de água. Saio daqui com o engajamento e a certeza que estamos indo em uma nova direção em que o País vai se mobilizar para a prevenção e vai ter a consciência que para viver em cidades, a gente precisa preservar nascentes, matas ciliares e portanto precisa valorizar o produtor rural”. Para ela, são necessários diálogos, parcerias e soluções. Ela aproveitou ainda para pedir que Goiás seja o estado campeão no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247