Condenar o Lula é apagar fogo com gasolina, diz Marinho

O presidente do Partido dos Trabalhadores em São Paulo, Luiz Marinho, destacou as consequências de uma possível condenação do ex-presidente Lula em um processo sem provas e com tons de perseguição; “Se condenarem o Lula vão apagar fogo com gasolina”, disse; “Depois, que arquem com as consequências”, completou

Condenar o Lula é apagar fogo com gasolina, diz Marinho
Condenar o Lula é apagar fogo com gasolina, diz Marinho (Foto: Filipe_Araujo)

SP 247 - A cúpula do PT vai elevar o tom e intensificar o enfrentamento político, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja condenado nesta quarta-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral da 4.ª Região (TRF-4), em Porto Alegre. “Se condenarem o Lula vão apagar fogo com gasolina”, disse o presidente do PT paulista, Luiz Marinho. “Depois, que arquem com as consequências.”

Pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Marinho é o terceiro petista a partir para o embate ao comentar a possibilidade de Lula ser impedido de disputar a eleição ao Palácio do Planalto e acabar preso.

Há uma semana, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse que, para prender Lula, seria preciso “matar gente”, mas depois alegou ter usado “força de expressão”. Em Porto Alegre, o líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), também deu nesta terça-feira mais um passo na direção do confronto. “Se acham que vão encontrar uma esquerda frouxa, acomodada, podem vir quente que a gente está fervendo”, gritou ele.

As informações são de reportagem de Vera Rosa no Estado de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247