Condutor que atropelou adolescente é preso

O servidor público José Welligton Pacheco, que atropelou e matou o adolescente Fabrycio Jorge Cavalcante de Melo, de 13 anos, em Maceió, foi preso pela polícia civil de Alagoas; está constatado que o veículo estava sendo guiado em alta velocidade, na faixa azul em horário proibido, ultrapassou o sinal vermelho, atingiu o adolescente na faixa de pedestres e não prestou socorro

O servidor público José Welligton Pacheco, que atropelou e matou o adolescente Fabrycio Jorge Cavalcante de Melo, de 13 anos, em Maceió, foi preso pela polícia civil de Alagoas; está constatado que o veículo estava sendo guiado em alta velocidade, na faixa azul em horário proibido, ultrapassou o sinal vermelho, atingiu o adolescente na faixa de pedestres e não prestou socorro
O servidor público José Welligton Pacheco, que atropelou e matou o adolescente Fabrycio Jorge Cavalcante de Melo, de 13 anos, em Maceió, foi preso pela polícia civil de Alagoas; está constatado que o veículo estava sendo guiado em alta velocidade, na faixa azul em horário proibido, ultrapassou o sinal vermelho, atingiu o adolescente na faixa de pedestres e não prestou socorro (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - A delegacia de acidentes prendeu, no fim da manhã desta quinta-feira (11), José Welligton Pacheco, servidor que atropelou e matou o adolescente Fabrycio Jorge Cavalcante de Melo, de 13 anos, na noite do dia 27 de outubro. A informação foi passada pelo titular da Delegacia de Acidentes e Trânsito, Antônio Carlos Lessa.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Geraldo Amorim. O servidor havia confessado o atropelamento, que aconteceu em um trecho da Avenida Fernandes Lima, no bairro do Farol. O caso gerou ampla repercussão e foi registrado por câmeras de segurança da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), instaladas em frente a um supermercado.

Laudos no automóvel e na cena do fato foram feitos pela Perícia Oficial e permitiram que as investigações fossem concluídas rapidamente e que a peça fosse encaminhada ao Poder Judiciário. A perícia feita no carro havia constatado a presença de fios de cabelo no ponto do vidro quebrado. O material seria do estudante.

De acordo com o delegado de Acidentes, Antônio Carlos Lessa, a partir dos depoimentos de testemunhas e também do vídeo gravado no dia do acidente, ficou constatado que o Nissan March, de cor branca e placa OHK-4215/AL, guiado por José Wellington, cometeu várias infrações graves de trânsito: estava em alta velocidade, na faixa azul em horário proibido, 'queimou' o sinal vermelho e ainda atropelou e matou o adolescente na faixa de pedestres sem prestar socorro.

No dia em que se apresentou voluntariamente à polícia, o acusado justificou que estava com pressa. Por este motivo atravessou a faixa proibida, assumindo o risco de atropelar e matar pedestres. Por causa disso, o delegado o indiciou por homicídio doloso, cometido por dolo eventual (quando se assume o risco) e ainda requisitou a prisão preventiva dele.

Entenda o caso

O atropelamento que vitimou o estudante aconteceu no dia 27 de outubro, mas somente na noite do dia seguinte é que o funcionário público José Wellington Pacheco se apresentou na Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), no bairro Santa Amélia, em Maceió.

Na ocasião, ele confessou que dirigia o Nissan Marchno momento em que o veículo atingiu o adolescente Fabrycio Jorge Cavalcante de Melo enquanto ele atravessava na faixa de pedestres da Avenida Fernandes Lima.

Com gazetaweb.com

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247