Conselho Tutelar de Morrinhos suspende atividades por falta de condições de trabalho

Integrantes do Conselho Tutelar do município de Morrinhos, na região Norte do Ceará, decidiram suspender as atividades da instituição desde o último dia 22. Segundo comunicado divulgado à imprensa, o Conselho Tutelar de Morrinhos tem enfrentado problemas desde o início da gestão do prefeito Carlos Bruno como o não pagamento das diárias do coletivo, corte no fornecimento do material de limpeza, da água potável para beber e de material de expediente. O fato foi denunciado ao Ministério Público e à impressa local

Integrantes do Conselho Tutelar do município de Morrinhos, na região Norte do Ceará, decidiram suspender as atividades da instituição desde o último dia 22. Segundo comunicado divulgado à imprensa, o Conselho Tutelar de Morrinhos tem enfrentado problemas desde o início da gestão do prefeito Carlos Bruno como o não pagamento das diárias do coletivo, corte no fornecimento do material de limpeza, da água potável para beber e de material de expediente. O fato foi denunciado ao Ministério Público e à impressa local
Integrantes do Conselho Tutelar do município de Morrinhos, na região Norte do Ceará, decidiram suspender as atividades da instituição desde o último dia 22. Segundo comunicado divulgado à imprensa, o Conselho Tutelar de Morrinhos tem enfrentado problemas desde o início da gestão do prefeito Carlos Bruno como o não pagamento das diárias do coletivo, corte no fornecimento do material de limpeza, da água potável para beber e de material de expediente. O fato foi denunciado ao Ministério Público e à impressa local (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - Integrantes do Conselho Tutelar do município de Morrinhos, na região Norte do Ceará, decidiram suspender as atividades da instituição desde o último dia 22. Segundo comunicado divulgado à imprensa, o Conselho Tutelar de Morrinhos tem enfrentado problemas desde o início da gestão do prefeito Carlos Bruno como o não pagamento das diárias do coletivo, corte no fornecimento do material de limpeza, da água potável para beber e de material de expediente. O fato foi denunciado ao Ministério Público e à impressa local.

O comunicado diz ainda que desde janeiro deste ano tentam conseguir uma audiência com o prefeito, para solucionar os problemas, mas não receberam retorno. "Desde Janeiro de 2017 os conselheiros solicitaram oficialmente ao Senhor Prefeito Municipal, Carlos Alberto Rocha Bruno uma reunião a fim tratar assuntos pertinentes ao cotidiano de trabalho do órgão. Sem retorno, os mesmos vêm enfrentando diversos problemas quanto a realização do trabalho e vêm tentando através do diálogo qualificado junto à Secretaria de Assistência Social que tem à frente a Senhora Primeira-Dama: Fabiola Maria Peixoto Bruno e a Ordenadora de Despesa: Adelia Cristina Andrade de Oliveira (Lei Municipal Nº. 573/2017). Porém os diálogos não têm resolvido todos os problemas que a instituição vem sofrendo".

O comunicado foi impresso através de uma "vaquinha" feita pelo coletivo para pagar a impressão e publicar em órgãos públicos como  o Fórum, Delegacia, Hospital e sede do próprio Conselho Tutelar. Foi entregue também a imprensa local: Rádio Princesa do Norte AM 1480 e Liberdade FM 87,9, sendo discutida com a população através do Programa: É de Lascar, do radialista Ilton Santos.

Confira mais detalhes no Jornal dos Municípios

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247