Crítico do PT, Jarbas diz que procuradores “carregaram nas tintas” contra Lula

Deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), um dos mais ferrenhos críticos do PT, criticou a apresentação do Ministério Público da denúncia contra o ex-presidente Lula; "Carregaram muito nas tintas", afirmou; segundo ele, a situação deu "panos para as mangas" para que Lula acabasse se passando por vítima; "Isso faz com que Lula passe uma hora na televisão se vitimizando. Ele arrumou um pretexto porque a denúncia foi longa e adjetivada", destacou

Deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), um dos mais ferrenhos críticos do PT, criticou a apresentação do Ministério Público da denúncia contra o ex-presidente Lula; "Carregaram muito nas tintas", afirmou; segundo ele, a situação deu "panos para as mangas" para que Lula acabasse se passando por vítima; "Isso faz com que Lula passe uma hora na televisão se vitimizando. Ele arrumou um pretexto porque a denúncia foi longa e adjetivada", destacou
Deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), um dos mais ferrenhos críticos do PT, criticou a apresentação do Ministério Público da denúncia contra o ex-presidente Lula; "Carregaram muito nas tintas", afirmou; segundo ele, a situação deu "panos para as mangas" para que Lula acabasse se passando por vítima; "Isso faz com que Lula passe uma hora na televisão se vitimizando. Ele arrumou um pretexto porque a denúncia foi longa e adjetivada", destacou (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), um dos mais ferrenhos críticos do governos do PT, criticou a apresentação dos procuradores do Ministério Público Federal (MPF) ao detalhar a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Justiça. Para o parlamentar, os procuradores "carregaram muito nas tintas".

Jarbas criticou a maneira como o caso foi apresentado e destacou que os procuradores erraram em adjetivar o ex-presidente, o que acabou permitindo que ele fizesse o papel de vítima. "Esse não é o papel do Ministério Público. O papel do Ministério Público é dizer que a pessoa está indiciada e não carregar na adjetivação", afirmou o peemedebista à colunista Renata Bezerra de Melo, da Folha de Pernambuco.

"É dar panos para as mangas para ele (Lula)", disse. "Isso faz com que Lula passe uma hora na televisão se vitimizando. Ele arrumou um pretexto porque a denúncia foi longa e adjetivada", completou. Apesar disto, Jarbas observa que também "não pega mais (Lula) dizer que não sabia de nada".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247