Dallagnol participará de uma "balada contra a corrupção" em São Paulo

Criticado por juristas e pela OAB pela forma como divulgou a denúncia contra o ex-presidente Lula, o procurador Deltan Dallagnol será o astro de uma festa "contra a corrupção" promovida pela socialite Rosângela Lyra; para entrar, os convidados terão que assinar seu apoio ao pacote de "10 medidas contra a corrupção"

Criticado por juristas e pela OAB pela forma como divulgou a denúncia contra o ex-presidente Lula, o procurador Deltan Dallagnol será o astro de uma festa "contra a corrupção" promovida pela socialite Rosângela Lyra; para entrar, os convidados terão que assinar seu apoio ao pacote de "10 medidas contra a corrupção"
Criticado por juristas e pela OAB pela forma como divulgou a denúncia contra o ex-presidente Lula, o procurador Deltan Dallagnol será o astro de uma festa "contra a corrupção" promovida pela socialite Rosângela Lyra; para entrar, os convidados terão que assinar seu apoio ao pacote de "10 medidas contra a corrupção" (Foto: Leonardo Attuch)

SP 247 – Criticado por juristas e pela OAB pela forma como divulgou a denúncia contra o ex-presidente Lula, o procurador Deltan Dallagnol será o astro de uma festa "contra a corrupção" promovida pela socialite Rosângela Lyra.

Para entrar, os convidados terão que assinar seu apoio ao pacote de "10 medidas contra a corrupção". A informação é da Veja SP. Confira:

Uma festa para "engajar os jovens" e coletar assinaturas para um projeto de lei do Ministério Público Federal acontecerá nesta quarta na Casa 92, em Pinheiros, na Zona Oeste. "É a primeira balada contra a corrupção do Brasil", explica a empresária Rosângela Lyra, organizadora da noitada. O evento começa às 21 horas. 

Rosângela chamou cerca de 500 pessoas - "principalmente os filhos dos meus amigos, um pessoal mais novo" - e vai levar também um convidado especial: o procurador da República Deltan Dallagnol, do Ministério Público Federal do Paraná, um dos responsáveis das investigações da Operação Lava Jato. 

O "ingresso" é simbólico: será preciso preencher uma ficha de apoio a uma iniciativa do do MPF chamada "10 medidas contra a corrupção". As assinaturas serão enviadas ao Congresso Nacional como forma de pressão para que se criem leis mais duras contra o enriquecimento ilícito de políticos e o caixa dois em campanhas eleitorais, por exemplo. Hoje, essas duas práticas não são consideradas crime. 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247