David Miranda: uma CPI deve se ater a Moro e Dallagnol

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) defende que uma possível CPI para investigar a Lava Jato não deve ser generalizada, mas sim, se ater ao ministro Sergio Moro e ao coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol; "Não quero que pegue completamente a Lava Jato. A redação tem que ser fechada no Moro e no Dallagnol", diz ele 

David Miranda: uma CPI deve se ater a Moro e Dallagnol

247- Um dos fundadores do site The Intercept Brasil e hoje deputado federal, David Miranda (PSOL-RJ) defende que uma possível CPI para investigar a Lava Jato não deve ser generalizada, mas sim, se ater ao ministro Sergio Moro e ao coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol. A reportagem é do Portal UOL. 

Os dois são os alvos principais de uma série de reportagens publicadas pelo site na noite de domingo (9), revelando troca de mensagens entre o então juiz federal e Dallagnol. Segundo a reportagem, Moro teria orientado investigações da Lava Jato, o que juristas consideram ilegal.

Miranda diz estar contribuindo para a redação do pedido de abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o caso. Deputados e senadores se articulam desde a noite de domingo para apresentar o pedido, mas até a noite de hoje a redação não estava finalizada.

"São coisas gravíssimas. Um juiz se comunicando desta forma com procuradores, dando o caminho para todas as situações? É um absurdo, antiético e corrupto", comenta sobre as informações reveladas. Miranda defende que a possível CPI se atenha, no entanto, ao ministro Sergio Moro e ao procurador Deltan Dallagnol.

"Tenho minhas ressalvas [a CPI]. Não quero que pegue completamente a Lava Jato. A redação tem que ser fechada no Moro e no Dallagnol. Eu sou do Rio de Janeiro. Temos [Sergio] Cabral preso, vários políticos corruptos presos. Você quer soltar o [Eduardo] Cunha? A Lava Jato cumpriu seu papel, mas os fins não podem justificar os meios", defende.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

247 faz apelo por debate responsável na internet

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247