Debate em Minas é marcado por polarização entre Pimentel e Anastasia

Antonio Anastasia (PSDB) e Fernando Pimentel (PT) polarizaram o debate realizado pela TV Bandeirantes com os candidatos a governador em Minas Gerais; Pimentel defendeu o ex-presidente Lula, que teve a candidatura registrada pelo TSE mas que corre o risco de ser impugnada, e deixou claro que o representa no estado. Anastasia, por sua vez tentou esconder sua ligação com o ex-governador Aécio Neves, e focou suas intervenções nas críticas à gestão de Pimentel

Debate em Minas é marcado por polarização entre Pimentel e Anastasia
Debate em Minas é marcado por polarização entre Pimentel e Anastasia

247 - Antonio Anastasia (PSDB) e Fernando Pimentel (PT) polarizaram o debate realizado pela TV Bandeirantes com os candidatos a governador em Minas Gerais. Pimentel defendeu o ex-presidente Lula, que teve a candidatura registrada pelo TSE mas que corre o risco de ser impugnada, e deixou claro que o representa no estado. Anastasia, por sua vez tentou esconder sua ligação com o ex-governador Aécio Neves, e focou suas intervenções nas críticas à gestão de Pimentel.

"O primeiro debate entre os candidatos ao governo de Minas Gerais, promovido pela TV Bandeirantes nesta quinta-feira, foi marcado pela polarização entre o atual governador Fernando Pimentel (PT) e o ex-governador Antonio Anastasia(PSDB). Os demais candidatos concentraram ataques contra a gestão do petista. Ao longo do debate, Fernando Pimentel tentou aproximar a sua candidatura com a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Operação Lava Jato. O governador mineiro disse mais de uma vez que a crise financeira do Estado acontece por 'um estrago que 12 anos de gestão tucana fizeram em Minas Gerais'. 

'Foi um debate de cinco contra um, mas isso faz parte da democracia, não acho que isso prejudique nosso desempenho', disse o governador mineiro. Pimentel também declarou que muitos dados apresentados 'não correspondem à realidade'. Já Antonio Anastasia não desviou de comparar as ações de quando esteve à frente do governo mineiro, entre 2010 e 2014, com o governo petista. 'Existe uma comparação entre o que aconteceu em nosso tempo e o que acontece agora', declarou. Sem poupar Pimentel de críticas, o senador afirmou que o Estado 'tem a obrigação de estimular a criação de empregos'. Apesar das muitas críticas à polarização política, Anastasia afirmou que o debate foi propositivo. 'Mesmo quando há o ataque, ele é baseado em uma proposta', disse o senador."

Leia mais aqui. 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247