DEM e PT vivem união estável na Bahia

Sob o título 'Abadá', nota da coluna Painel, da Folha, destacou na edição desta quarta-feira (9) mais um ato amistoso dos dois gestores; "Em clima de paz e amor desde a posse, os antigos rivais ACM Neto (DEM) e Jaques Wagner (PT) assinaram ontem contrato conjunto de patrocínio para o Carnaval de Salvador"

DEM e PT vivem união estável na Bahia
DEM e PT vivem união estável na Bahia (Foto: Manu Dias/Secom)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Romulo Faro - Bahia 247

Pode até ser, de fato, uma boa relação estritamente institucional, mas o clima paz e amor que paira sobre o governador Jaques Wagner, do PT, e o novo prefeito de Salvador, ACM Neto, do DEM, continua a chamar atenção.

Sob o título 'Abadá', nota da coluna Painel, da Folha, destacou na edição desta quarta-feira (9) mais um ato amistoso dos dois gestores.

"Em clima de paz e amor desde a posse, os antigos rivais ACM Neto (DEM) e Jaques Wagner (PT) assinaram ontem contrato conjunto de patrocínio para o Carnaval de Salvador", diz a nota da Painel.

Embora a hipótese seja afastada por ambas as partes, há quem veja a possibilidade de ACM Neto e o DEM amenizarem o discurso de 'oposição raivosa' contra a presidente Dilma Rousseff e, por tabela, contra o governador da Bahia.

Na segunda-feira (7), a Folha disse que havia em curso uma operação para os democratas de 'desgarrarem' do PSDB e que o articulador da movimentação era o prefeito de Salvador. Contudo, o presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia, nega veementemente a informação.

Em âmbito local, o que parece loucura para alguns, é visto com solidez por outros. Um grupo de vereadores de partidos que integram a base do governo do estado conversava ontem sobre a movimentação para que Wagner conseguisse de uma vez por todas conquistar o coração do jovem democrata.

O objetivo seria, de acordo com os parlamentares, fazer ACM Neto desistir da ideia de retribuir o apoio do PMDB nas eleições de outubro passado e levantar a bandeira do vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel Vieira Lima, ao governo do estado em 2014.

Os democratas negam a possibilidade.

Especulações à parte, Wagner e ACM Neto vão seguindo de mãos dadas, 'pelo bem de Salvador'.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email