Demóstenes recebeu R$ 218 mil de salário em novembro

O procurador do Ministério Público do Estado de Goiás Demóstenes Torres recebeu salário bruto de R$ 218.547,17 em novembro de 2017; o ex-senador salário mensal de cerca de R$ 30 mil; o vencimento total de novembro foi acrescido remuneração natalina, de R$ 15 mil, e do "abono de permanência", no valor de R$ 172 mil, que engloba a soma de todas as contribuições previdenciárias feitas por ele desde agosto de 2014, quando o ex-senador teria o direito de entrar com pedido de aposentadoria

Na foto - Demostenes Torres Materia sobre - Demostenes Torres Editoria - Cafe da manha Local - DM 27-08-2013 Foto de Ruber Couto
Na foto - Demostenes Torres Materia sobre - Demostenes Torres Editoria - Cafe da manha Local - DM 27-08-2013 Foto de Ruber Couto (Foto: Romulo Faro)

Goiás 247 - O procurador do Ministério Público do Estado de Goiás Demóstenes Torres recebeu salário bruto de R$ 218.547,17 em novembro de 2017. O ex-senador salário mensal de cerca de R$ 30 mil.

O vencimento total de novembro foi acrescido remuneração natalina, de R$ 15 mil, e do "abono de permanência", no valor de R$ 172 mil, que engloba a soma de todas as contribuições previdenciárias feitas por ele desde agosto de 2014, quando o ex-senador teria o direito de entrar com pedido de aposentadoria.

O valor foi solicitado por ele à Justiça em outubro de 2017, de acordo com publicação da Folha de São Paulo.

Demóstenes estava afastado desde 2012 e respondia a um processo por corrupção passiva e advocacia privilegiada em favor do empresário Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, mas seguia recebendo o salário com os descontos previdenciários.

As provas foram anuladas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2016 e o Tribunal de Justiça de Goiás extinguiu a ação em junho de 2017, quando ele voltou ao cargo de procurador e solicitou a devolução da contribuição previdenciária.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247